Image Map
Image Map
Image Map

quinta-feira, 6 de setembro de 2018

"Tranquilo", diz Chicão após denúncia do Ministério Público da Paraíba

O árbitro Francisco Carlos do Nascimento, o Chicão, foi denunciado pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB), nessa segunda-feira (3), por suposto envolvimento em um esquema de manipulação de resultados durante o Campeonato Paraibano deste ano. Além dele, o empresário Alex Fabiano - com trânsito por clubes locais - também figura entre os 11 denunciados.
O nome de Chicão já havia sido citado em meio às investigações em torno do esquema, mas somente agora o MP daquele estado considerou que o árbitro deve responder pela suposta ligação com as fraudes.
Gazetaweb ouviu o árbitro alagoano, que, mais uma vez, garantiu ser inocente, afirmando seguir "com a consciência tranquila". 
- É uma coisa que já foi resolvida lá atrás. Não tem nada de novo. É a mesma situação. Meu advogado me pediu para ficar tranquilo, explicando-me que vai novamente encaminhar toda a documentação que já havia sido disponibilizada naquela oportunidade, quando fui absolvido. Tudo isso é coisa do passado.
Na primeira denúncia, em junho deste ano, o Ministério Público listou 17 pessoas suspeitas de integrar o esquema que manchou o futebol paraibano. À época, Chicão chegou a ser citado, mas seu nome não constou na relação dos denunciados, e o árbitro seguiu apitando jogos pelo Campeonato Brasileiro. 
Ainda à Gazetaweb, Francisco Carlos afirmou não temer um possível afastamento dos gramados. "Apesar de ficar um pouco chateado com essa situação, acredito que nada vai mudar em relação ao meu trabalho. Apitei recentemente, e devo estar no próximo sorteio da CBF, sem nenhum problema", disse Chicão.
A última partida comandada pelo árbitro alagoano foi entre Goiás e São Bento, no dia 21 de agosto, em Goiânia, onde o time esmeraldino venceu o confronto válido pela 22ª rodada da Série B por 2x1.
Comissão de arbitragem
Já o presidente da Comissão de Arbitragem da Federação Alagoana de Futebol (CA-FAF), Charles Hebert, disse à Gazetaweb que ficou surpreso com a denúncia.
- Ficamos surpresos quando recebemos a informação ontem à noite. Mas já conversamos com o Francisco, que se mostrou bastante tranquilo. Houve a denúncia nesta segunda fase da operação, mas a Justiça pode acatar ou não. Estamos colhendo informações junto ao departamento jurídico da federação e à corregedoria de arbitragem para saber como devemos proceder em relação ao caso.
NM com Gazetaweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário