Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

CSA perde jogo no Rei Pelé e a chance de ser líder da Série B

FOTO :AILTON CRUZ
Tentando sair de campo com mais uma vitória e assumir a liderança da Série B, o CSA foi infeliz na noite desta terça-feira, 11, ao perder para o Vila Nova-GO, de virada, por 2 a 1, em duelo pela 27ª rodada, no Estádio Rei Pelé. O gol da vitória do Vila saiu aos 45 minutos do tempo final, assinalado por Rafael Silva, que fez também o primeiro no 2º tempo. Já o gol do Azulão foi marcado por Jhon Cley, na etapa inicial.
Com essa derrota, o CSA segue na vice-liderança da competição, com 46 pontos, e perdeu a invencibilidade dentro de casa após oito jogos. Já o Tigre subiu para a 4ª posição - entrou no G4 -, com 43 pontos.
O CSA só volta a jogar no próximo dia 22 (sábado), quando vai enfrentar o Guarani, às 19 horas, no Brinco de Ouro, em Campinas-SP. E o Vila Nova visita o  Fortaleza, no mesmo dia, no Castelão, às 16h30.
Como foi a virada
No início do jogo, o CSA chegou primeiro. Aos 9 minutos, Pio cobrou falta, mandando uma bomba rasteira. A bola ia entrando no canto direito, mas o goleiro Mateus Pasinato espalmou para escanteio.
Atacante Rubens tem a posse da bola, mas sofre tripla marcação do Vila Nova
FOTO: AILTON CRUZ






















Aos 20 minutos, de novo o CSA foi com perigo, tendo uma grande chance. Daniel Costa viu Jhon Cley se projetando e lançou em profundidade. O jogador azulino, já perto da pequena área, cabeceou de costas, mas Pasinato conseguiu defender, mandando de novo para escanteio.
O jogo era bom e equilibrado. O Vila respondeu em duas oportunidades: aos 22?, Mateus Anderson finalizou após girar sobre adversário, mas Felipe Garcia espalmou para escanteio; e aos 23?, na cobrança do corner, quando a bola explodiu no peito do zagueiro Leandro Souza.
Mas foi o CSA quem fez o gol, no finalzinho. Aos 45 minutos, a bola chegou à área do Tigre e, no choque com o adversário, Rubens caiu. A torcida pediu pênalti, mas o lance seguiu com a bola chegando aos pés de Rubens. Ele deu voltando para Jhon Cley e este, de costas, fez o giro rápido e tocou para o fundo da rede para fazer: 1 a 0.
O 2º tempo começou com o Vila mais rápido, pois necessitava buscar o empate. E não demorou. Aos 18 minutos, o CSA saiu jogando errado, com Daniel Costa e depois com  Yuri, daí saiu o passe rasteiro da direita e Rafael Silva, que tinha acabado de entrar, esticou a perna para tocar para o gol: 1 a 1.
O CSA já não jogava com a intensidade que atuou na etapa inicial e não levava perigo ao gol adversário. Quanto ao Vila, estava impossível e, aos 30 minutos, quase ampliou. Rafael Silva protegeu a bola de Matheus Lopes e finalizou, da entrada da área, e a bola passou rente à trave.
Defesa do Vila Nova corta ameaça de gol. No fim, comemorou a virada
FOTO: AILTON CRUZ






















O CSA teve boa chance aos 35 minutos. Rafinha cobrou falta de longe, a bola desviou e quase caiu dentro do gol. O Azulão cresceu com a entrada de Hugo Cabral e buscava o gol da vitória. Aos 42 minutos, de novo Rafinha bateu de fora da área, a bola fez uma curva e passou perto da trave do Vila Nova.
Mas ao apagar das luzes, aos 45min, veio o castigo para o time azulino: a virada. Rafael Silva arrancou pela direita, invadiu a área do CSA e bateu cruzado, para sacramentar a vitória: 2 a 1.
CSA: Felipe Garcia; Celsinho, Leandro Souza, Matheus Lopes e Rafinha; Yuri, Pio (Judivan), Didira e Daniel Costa (Hugo Cabral); Jhon Cley (Pingo) e Rubens. Técnico: Marcelo Cabo.
Vila Nova: Mateus Pasinato; Moacir, Wesley, Diego Giaretta e Gastón; Geovane, Wellington, Mateus Anderson (Leo) e Alan Mineiro (Washington); Alex Henrique (Rafael Silva) e Lucas Braga. Técnico: Hemerson Maria.
Tempo real de Francisco Cardoso
NM com Fernanda Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário