Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

domingo, 30 de setembro de 2018

CRB e CSA ficam no empate sem gols no Estádio Rei Pelé

FOTO: AILTON CRUZ
Quiseram os deuses do futebol que o clássico das multidões terminasse mais uma vez sem gols. Na tarde deste sábado (29), em jogo disputado no Estádio Rei Pelé, válido pela 29ª rodada da Série B do Brasileiro, CRB e CSA ficaram no empate em 0 a 0, frustrando as expectativas das duas torcidas. O Galo ainda teve um jogador expulso, o atacante Mazola, que tinha acabado de entrar na segunda etapa. No jogo de ida entre ambos, o placar também permaneceu inalterado.
Com o empate deste sábado, o CRB subiu uma posição na tabela. Agora, é o 17º colocado, com 31 pontos, mas ainda na zona de rebaixamento. O CSA, por sua vez, segue na 3ª posição, com 47 pontos. 
Já pela 30ª rodada, na próxima terça-feira (29), o CSA vai receber o Paysandu, às 21h30, no Estádio Rei Pelé. Já o CRB volta a campo somente no próximo sábado (06), quando vai encarar a Ponte Preta apenas no próximo sábado (06), às 18h30, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas-SP.
E a partida deste sábado contou com uma presença ilustre: a jogadora alagoana Marta. Eleita a melhor do mundo pela sexta vez em solenidade da Fifa, ela assistiu ao confronto em um dos camarotes do estádio.
Como foi o 1º tempo
O jogo começou bastante equilibrado, com as jogadas se concentrando mais pelo lado esquerdo. Precisando vencer para deixar o Z4, o Galo partiu para cima, mas o CSA logo se mostrou mais perigoso nos contra-ataques, levantando as torcidas nas arquibancadas do Trapichão.
Neto Baiano teve pelo menos duas chances claras de abrir o marcador e assumiu a culpa pelo empate
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS





















Aos 11 minutos, numa das boas oportunidades do Galo, Neto Baiano chutou forte em cobrança de falta e, após leve desvio na barreira, o goleiro Lucas Frigeri segurou a redonda com firmeza. Um minuto depois, o goleiro azulino fez mais uma boa defesa, após rebote na cobrança do corner. Mesmo deitado, Frigeri afastou o perigo com um tapa na bola.
Aos 21 minutos, o CSA chegou em dose dupla. Primeiro com Juan, que finalizou de fora da área para a defesa parcial do goleiro João Carlos. Na sequência, Neto Berola finalizou e a bola passou rasteira, raspando a trave direita do Galo.
Já aos 25 minutos, Neto Berola dividiu bola e levou a melhor, com Juan pegando a sobra. O meio-campista finalizou, mas a bola saiu sem força, facilitando a defesa de João Carlos, quando Rubens se aproximava para pegar o rebote.
O jogo seguiu equilibrado, mas com o Regatas ainda mais disposto e o Azulão a insistir no contragolpe.
Aos 41, foi a vez de o CRB chegar mais uma vez com Iago. O atacante fez boa jogada individual e cruzou na medida para Neto Baiano, mas o atacante, sozinho, chutou por cima do gol de Lucas Frigeri, desperdiçando grande oportunidade de abrir o marcador, no último lance de efeito da primeira etapa.
Substituído por Alemão no final do jogo, atacante Rubens também desperdiçou boa chance
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS



















Etapa final
Quando os times retornaram para a segunda etapa, o CSA demonstrou que iria buscar a vitória. Logo aos 2 minutos, em jogada ensaiada, Daniel Costa rolou para Juan, que tentou o cruzamento, mas mandou longe do gol. Não demorou muito e o Galo respondeu. Três minutos depois, Everton Sena se lançou ao ataque e chutou forte, mas mandou muito longe da barra. 
O jogo seguiu parelho, e o CSA chegou bem aos 6', quando Rafinha chutou com veneno. João Carlos deu rebote e a defesa regatiana afastou o perigo. Já aos 13 minutos, foi o CRB quem assustou. Iago, que passou a jogar direita, invadiu a área, dividiu com Matheus Lopes, desabou na grande área e pediu pênalti, mas o árbitro Rodolpho Toski mandou o jogo seguir.
Em seguida, o Azulão perdeu uma chance incrível. Aos 23 minutos, Juan avançou pela esquerda e cruzou rasteiro para Rubens. O atacante tocou de perna direita e João Carlos salvou o CRB com o pé. Na sequência, o árbitro marcou toque de mão do jogador azulino. 
Pouco depois, aos 25 minutos, o CRB deu grande susto na torcida azulina. Paulinho cobrou escanteio e Lucas Frigeri socou para trás, vendo a bola acertar o travessão. 
Jogadores do CRB protestaram contra expulsão de Mazola, que entrou no segundo tempo
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS





















Já aos 30 minutos, o CRB voltou a criar mais uma boa oportunidade. Iago deu um lindo corte em Celsinho e cruzou rasteiro, mas Neto Baiano tocou por cima do gol de Lucas Frigeri, para desespero do torcedor regatiano. 
A blitz regatiana parecia não ter fim. Aos 36', Mazola foi à linha de fundo e tocou em direção a Diego Rosa, mas Pio se antecipou e fez o corte providencial na pequena área.
Porém, logo depois, o Galo ficou com um homem a menos em campo. Isso porque Mazola foi expulso após disputa de bola com o volante azulino Yuri. O árbitro paranaense entendeu que ele acertou uma cotovelada no adversário e aplicou o cartão vermelho.
Aos 41 minutos o CSA ainda tentou. Em cobrança de falta, Pio deixou para Rafinha, que soltou uma bomba e viu a bola passar muito perto da trave esquerda de João Carlos. 
Não demorou muito e o time do Mutange voltou a assustar em jogada pela esquerda, quando Rafinha cruzou para Alemão, que cabeceou no canto esquerdo de João Carlos, mas para fora. 
Porém, mesmo em desvantagem numérica, o Galo quase garantiu a vitória no último lance da partida, quando, após disputa pelo alto, a bola sobrou livre para Neto Baiano, mas o artilheiro alvirrubro, de frente para a barra, isolou. 
FICHA TÉCNICA:
CRB: João Carlos; Diogo Matheus, Everton Sena, Anderson Conceição e Paulinho; Claudinei, Luiz Otávio (Marcelo Oliveira), Renan Oliveira (Diego Rosa) e Willians Santana (Mazola); Iago e Neto Baiano. Técnico: Roberto Fernandes.
CSA: Lucas Frigeri; Celsinho, Leandro Souza, Matheus Lopes e Rafinha; Yuri, Didira, Juan e Daniel Costa (Pio); Neto Berola (Judivan) e Rubens (Alemão). Técnico: Marcelo Cabo.
NM com Fernanda Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário