Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

segunda-feira, 6 de agosto de 2018

Técnico azulino justifica interesse em Jhon Cley regularizado

ASCOM CSA
O roteiro da viagem do CSA para a capital goiana já está definido. A delegação azulina vai embarcar no final da tarde desta quarta-feira (08) com destino à Brasília, seguindo para Goiânia de ônibus. Já no dia seguinte, no CT do Atlético-GO, serpa a vez do coletivo de apronto para o duelo contra o Goiás, marcado para as 19h15 desta sexta-feira (10), no Estádio Olímpico Pedro Ludovico, onde o time do Mutange vai iniciar sua caminhada no 2º turno da Série B do Brasileiro
Enquanto isso, seguem os treinamentos no CT Gustavo Paiva, em Maceió. E a expectativa da vez gira em torno da regularização do meio-campista Jhon Cley. À imprensa, o treinador Marcelo Cabo, inclusive, já justificou o interesse em poder contar o mais rapidamente possível com o atleta que estava no Boa Esporte-MG, afirmando que o ex-jogador vascaíno está bem fisicamente.
Os jogadores considerados titulares se reapresentaram somente nesta segunda, mas a vitória da última sexta-feira, quando o CSA bateu o Juventude-RS por 1x0, no Rei Pelé, assegurando a segunda colocação, com 34 pontos, ainda repercute. Sobre o triunfo diante de sua torcida, o goleiro Lucas Frigeri lembrou a velocidade imposta pelo adversário nos contragolpes, algo que o treinador azulino já havia alertado.
- Passamos por algum perigo, mas controlamos o jogo. O fato é que a gente não pode dar bobeira. É preciso concentração durante todo o jogo. Graças a Deus, temos conseguido cumprir as metas que estabelecemos. Nosso time está cada vez mais consistente e sabedor do que precisa fazer dentro de campo. Mas temos que melhorar ainda mais. A meta iniciar é fazer os 45 pontos e manter o CSA na Série B. Se der, vamos em busca do acesso.
Já quando perguntado sobre a saída de jogadores que despertaram o interesse de outros clubes - foram os casos de Michel Douglas, Niltinho [atacantes], Edinho e Ferrugem [volantes] -, Frigeri destaca o potencial dos que ficaram, já que, segundo ele, todos estão no mesmo nível
- A gente tem perdido algumas peças importantes, mas também temos jogadores à altura para substituí-los. É lógico que, para quem está entrando, ainda falta ainda um pouco de ritmo de jogo para, inclusive, assimilar o esquema tático do treinador. Mas tenho certeza que eles vão fazer um grande campeonato. Todos, na verdade, já estão nos ajudando muito, como o Taiberson e o Hugo Cabral [atacantes].
NM com Francisco Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário