Image Map
Image Map
Image Map

terça-feira, 24 de julho de 2018

CSA: exame descarta lesão e atacante Niltinho vai para jogo contra o Avaí

FOTO: JORNAL O POPULAR
Foi apenas um susto. Substituído aos dez minutos de jogo devido a uma forte pancada na nuca, na noite dessa terça-feira, quando o CSA empatou em 2x2 com o Atlético-GO, o atacante Niltinho se submeteu a um exame de ressonância magnética e nenhuma lesão foi constatada. Niltinho, portanto, está novamente nos planos do técnico Marcelo Cabo para o duelo contra o Avaí, marcado para as 19h15 da próxima sexta-feira (27), no Estádio da Ressacada, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.
Com isso, os desfalques voltam a se resumir ao volante Ferrugem e ao atacante Walter. A previsão é de ambos voltem apenas contra o Juventude, no dia 3 de agosto. Outro que está treinando no CT Gustavo Paiva, no Mutange, é o lateral Wellington Silva, contratado na semana passada. Já o atacante Neto Berola, o mais novo reforço azulino, vai se apresentar somente na segunda-feira da próxima semana.
A delegação azulina ainda está em Goiânia, onde treinou nesta manhã e à tarde. O embarque para Florianópolis está marcado para a tarde desta quarta-feira, com o treino final marcado para o dia seguinte.
Lateral Wellington Silva já começou a trabalhar no CT Gustavo Paiva
FOTO: ASCOM DO CSA/EDUARDO VIEIRA

























Apesar de ter deixado escapar a vitória já perto do fim da partida, o treinador Marcelo Cabo valorizou o empate da noite passada.
- A gente leva um ponto importante de Goiânia. A gente sabia da dificuldade que teríamos nesse jogo porque sabíamos que não iríamos aguentar os 90 minutos com a intensidade que gostaríamos de jogar. Além disso, pegamos um adversário muito bem treinado pelo Cláudio Tencati, além de estar descansado, já que seu último jogo foi há uma semana, enquanto que o CSA atuou na sexta-feira passada e ainda teve que enfrentar uma viagem. Portanto, construímos tudo no 1º tempo para, no 2º, termos uma resistência muito grande.
À imprensa de Goiânia, o comandante azulino também lamentou a mudança forçada logo nos primeiros minutos de partida.


- Acabei perdendo o atacante Niltinho com dez minutos de jogo. Ele que era o nosso jogador de transição. Então, naquele momento, entendi que tinha de recompor minha equipe com o Echeverría, que é um atleta de característica diferente. Ainda bem que acabou dando certo. Só que a gente sofreu muito, principalmente nos últimos vinte minutos, já que nossos atletas ficaram exaustos. Infelizmente, tomamos o segundo gol através de uma jogada bem trabalhada do Atlético. Mas temos que valorizar este ponto para a nossa sequência no Brasileiro. Além disso, contra o Atlético, fizemos o chamado "jogo de seis pontos". Portanto, o mais importante era não perder esta partida.
NM com Francisco Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário