Image Map
Image Map
Image Map

sábado, 9 de junho de 2018

No clássico alagoano pela Série B, CSA e CRB ficam apenas no empate sem gols

FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS
Ninguém foi de ninguém no Clássico das Multidões. Ninguém balançou as redes, e CSA e CRB ficaram mesmo no empate sem gols, em jogo que marcou o reencontro das duas equipes em um Campeonato Brasileiro da Série B. A partida, que teve o mando de campo do Azulão, foi disputada na tarde deste sábado, no Estádio Rei Pelé, valendo pela 10ª rodada da Segundona nacional.
Com o resultado, o CSA segue na vice-liderança da competição, com 19 pontos, enquanto o CRB continua em situação complicada, amargando a vice-lanterna, com 8 pontos apenas.
E a 11ª rodada será aberta já na próxima segunda-feira, 11, mas os clubes alagoanos só entrarão em campo na sexta-feira, 15, com o CRB enfrentando a Ponte Preta, às 21h30, no Estádio Rei Pelé. Já no sábado, 16, quem vai entrar em campo é o CSA. O Azulão vai encarar o Paysandu, na Curuzu, às 21 horas.
O jogo
A partida começou muito equilibrada, com as equipes jogando muito soltas. E logo no primeiro minuto de jogo, quem primeiro chegou foi o CRB, com Neto Baiano. O zagueiro azulino Roger não alcançou a redonda o artilheiro regatiano se chocou com o goleiro Mota. Já aos 7 minutos, o CSA reagiu com Daniel Costa, que virou o jogo para Celsinho. Porém, ao receber de volta, o meia azulino escorregou dentro da área do CRB e desperdiçou a primeira boa chance do Azulão.
Um minuto depois, o CSA voltou a chegar, e novamente com Daniel Costa, que soltou uma bomba, mas o goleiro João Carlos espalmou. Esta foi a primeira chance real de gol na partida. 
Pouco depois, aos 11 minutos, o Galo até que chegou a fazer o seu gol, quando, em cobrança de falta do lateral Diego, o zagueiro Anderson Conceição cabeceou para o fundo da rede, mas em posição de impedimento. 
Goleiro Mota substituiu Cajuru, mas assustou torcida azulina no 2º tempo do clássico
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS











O jogo seguia equilibrado, com muita estratégia para ambos. Porém, o CRB sofreu uma baixa aos 25 minutos. Após falta cobrada pelo CSA, a zaga do CRB cortou e Cleiton Xavier arrancou em contra-ataque, mas caiu sentindo a coxa esquerda e acabou sendo substituído por Leilson. 
E logo em seu primeiro lance, aos 32 minutos, após receber de Diego Rosa, o meio-campista finalizou da intermediária, mas a bola, rasteira, saiu pela linha de fundo.
O CSA melhorou nos minutos finais, lançando-se um pouco mais ao ataque. Ainda assim, o duelo seguiu equilibrado. Já aos 35 minutos, foi o CRB quem tentou, em cobrança de falta de Neto Baiano. Ele chutou forte e a bola passou à direita de Mota, perdendo-se pela linha de fundo.
Para encerrar a primeira etapa, aos 45 minutos, em nova tentativa do Azulão, Niltinho se deslocou pela esquerda e fez boa jogada, acionando Daniel Costa, que finalizou de primeira, rasteiro, e a bola passou raspando o poste direito do goleiro. 
Willians Santana entrou no segundo tempo, mas não conseguiu garantir os três pontos para o Galo
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS












Segundo tempo e nada de gols
Na etapa final, o CRB voltou sem Alípio, com o atacante Mazola entrando em seu lugar, com o técnico Júnior Rocha tentando conferir mais força ofensiva ao Galo. E aos 3 minutos, o time alvirrubro voltou a assustar, desta vez com Mazola, que fez boa jogada e chutou rasteiro, mas a bola desviou no zagueiro Xandão e saiu em cobrança de escanteio.
O jogo começou amarrado, mas o CSA era um pouco melhor, enquanto o CRB seguia sem criar o bastante. Até que, aos 12 minutos, o time azulino chegou com perigo. O goleiro João Carlos saiu errado e Didira - o aniversariante do dia - chutou em cima da marcação. 
Na sequência, aos 22, o Galo respondeu em cobrança de falta. Neto Baiano soltou o pé, mas Mota fez boa defesa, caindo no cantinho direito e espalmando para a linha de fundo.
Já aos 30 minutos, o CRB teve uma grande chance de abrir o placar. Leílson apareceu livre do lado esquerdo e cruzou. A bola passou na frente do gol, após vacilo da zaga azulina, mas não havia ninguém do Galo para finalizar. 
O Azulão respondeu aos 32 minutos, desta vez com o atacante Walter, que havia acabado de entrar, substituindo Didira. Ele surgiu nas costas da zaga e concluiu de coxa, mas a bola tocou o travessão, após cobrança de falta de Niltinho. 
E o time do Mutange teve mais uma oportunidade aos 37 minutos. Celsinho cruzou e Michel Douglas cabeceou, vendo bola acertar a rede pelo lado de fora. Enganada, parte da torcida azulina, inclusive, chegou a gritar gol.
Mas o Galo, que não estava morto, esboçou uma pressão nos minutos finais. O duelo se estendeu até os 49 minutos, mas o resultado do primeiro tempo persistiu até o final o apito final do árbitro goiano André Luiz Castro. 
FICHA TÉCNICA
CSA: Mota, Celsinho, Roger, Xandão e Rafinha; Edinho,  Ferrugem, Didira (Walter) e Daniel Costa (Pingo); Niltinho (Hugo Cabral) e Michel Douglas. Técnico: Marcelo Cabo.
CRB: João Carlos, Edson Ratinho, Everton Sena, Anderson Conceição e Diego; Claudinei, Lucas Siqueira, Alípio (Mazola) e  Cleiton Xavier (Leilson), Diego Rosa (Willians Santana) e Neto Baiano. Técnico: Júnior Rocha.
NM com Fernanda Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário