Image Map
Image Map
Image Map

quinta-feira, 7 de junho de 2018

CSA vê adversários se aproximarem com nova derrota em casa

FOTO: AILTON CRUZ
A inesperada derrota - ao menos para o seu torcedor - para o Guarani-SP, na noite dessa terça-feira, fez com que o CSA deixasse não só escapar a chance de encostar no líder Fortaleza. É que o time do Mutange também já começa a ver a aproximação de adversários na luta pela permanência no G4 da Série B, a exemplo do Coritiba, que bateu o CRB por 1x0, no Couto Pereira, e tem apenas um ponto a menos que o Azulão. 
Além disso, o treinador Marcelo Cabo passa a contar com dois novos desfalques, sendo um por lesão e outro por suspensão, embora tenha o retorno de outros dois atletas que cumpriram suspensão automática, visando ao clássico do próximo sábado (09) contra o CRB.
É bem verdade que a torcida azulina voltou a aplaudir o time mesmo após a segunda derrota seguida em casa (2x1 para o Bugre). Porém, um novo revés diante de seu torcedor e frente ao maior rival seria o bastante para comprometer a presente lua de mel, ainda que a derrota não afaste o CSA do G4. Isso porque o clube marujo - que segue com 18 pontos e na vice-liderança - corre o risco de perder apenas uma posição, para o Coxa, na 10ª rodada. 
E logo após o clássico, o Azulão terá sequência de dois jogos fora de casa, contra Paysandu (5º) e Ponte Preta - que venceu o Goiás nessa terça, subiu três posições e ocupa o 13º lugar -, respectivamente. 
Duas baixas e dois retornos
Para o jogo contra o CRB, com início às 16h30 deste sábado, no Rei Pelé, o CSA terá duas baixas importantes: o goleiro Alexandre Cajuru - se lesionou no joelho esquerdo após erro em recuo de bola do zagueiro Xandão, ainda no primeiro tempo da partida contra o Guarani - e o zagueiro Leandro Souza, que recebeu o terceiro cartão amarelo.
Já os retornos ficam por conta dos volantes Yuri e Ferrugem - este considerado titular -, que cumpriram suspensão automática contra o Vila Nova-GO.
Na coletiva de imprensa dessa terça-feira, o treinador Marcelo Cabo reconheceu que seu time foi apático e que, a partir de agora, o grupo azulino vai precisar ser mais contundente quando jogar em casa
- Nós estamos deixando o adversário gostar do jogo e, com isso, pagamos o preço em duas derrotas dentro de casa. Isso não pode se repetir.
NM com Bruno Soriano e Francisco Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário