Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

quarta-feira, 20 de junho de 2018

CSA empata com a Ponte fora de casa e continua firme e forte no G4 da série B

Niltinho tenta dominar a bola, mas acaba derrubado pelo goleiro Ivan
FOTO: FOTOARENA / FOLHAPRESS
A insistência de Celsinho, jogador que deu o maior número de assistências na partida, foi premiada ao final do jogo, quando aos 46 minutos do 2º tempo, o camisa 22 do time azulino cobrou uma falta com maestria e garantiu o empate do CSA com a Ponte Preta, por 1x1, nesta terça-feira (19), no Moisés Lucarelli, em Campinas, pela 12ª rodada da Série B.
A Ponte Preta havia aberto o marcador ainda no primeiro tempo após um lance de Tiago Real, o rebote de Mota e finalização de Júnior Santos. Mas o CSA chegou a estar perto de uma melhor sorte no jogo. Pois aos onze minutos da segunda etapa, o time azulino teve uma penalidade desperdiçada por Niltinho.
Mesmo completando o quinto jogo na Série B sem vitória, o CSA pontuou novamente fora de casa, somando em quatro dos cinco jogos que realizou fora de Maceió. O Azulão chegou aos 21 pontos e irá se manter no G4 ao final da rodada. O time marujo chegou ao terceiro lugar mas poderá perder uma posição e ficar na quarta colocação, dependendo do resultado da partida entre Coritiba e Figueirense, no próximo sábado.
Na próxima rodada, o CSA receberá o Coritiba, somente no dia 29, às 18h, no Estádio Rei Pelé. Já a Ponte Preta jogará no sábado (30) ás 18h, contra o Figueirense, no Estádio Orlando Scarpelli.
O Jogo

Ponte Preta 1x1 CSA
Confira os melhores momentos da partida válida pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B
Como era esperado, a Ponte Preta buscou propor o jogo desde o início. Aos 3 minutos foi a primeira vez que a Macaca chegou. André Luis criou a situação pelo lado e tocou para Thiago Real bater para o gol e a bola desviar na defesa azulina.
No minuto seguinte, Walter perdeu uma bola na frente da área azulina, Paulinho roubou a bola e acertou um lindo chute a bola explodiu no travessão. O jogo esfriou mas o CSA conseguiu equilibrar um pouco mais a posse de bola.

Junior Santos comemora gol marcado, ainda no primeiro tempo
FOTO: FOTOARENA / FOLHAPRESS

























No entanto aos 34 minutos, Paulinho descobriu Tiago Real dentro da área, ele dominou e finalizou a queima-roupa, Mota fez a defesa parcial, mas deu o rebote para frente e ai, Junior Santos pegou o rebote e finalizou de primeira para abrir o marcador: Ponte Preta 1 a 0.
Empate no final
O CSA iniciou o segundo tempo de maneira mais agressiva. Logo aos três minutos, Niltinho conseguiu finalizar em direção ao gol, mas Ivan fez a defesa. A resposta da Macaca foi aos 7 minutos. Júnior Santos recebeu de Tiago Real, virou em cima de Erivelton e chutou rasteiro para uma defesa do goleiro Mota.
Aos 9 minutos, o CSA conseguiu recuperar uma bola no sistema defensivo e ainda no centro do campo, Walter dominou e lançou em profundidade para a velocidade de Niltinho, que chegou para dominar a bola, mas foi derrubado pelo goleiro Ivan. Pênalti.
Após perder o pênalti, o CSA criou uma nova situação para finalizar. Ferrugem conseguiu arrancar pelo corredor central e saiu na entrada da área para arriscar para o gol.

CSA encontrou muita dificuldade para 'vencer' a marcação da Macaca
FOTO: FOTOARENA / FOLHAPRESS

























Logo depois, a Macaca ainda teve um jogador expulso e o CSA ficou com superioridade numérica, mas pouco construiu situações ofensivas para incomodar o time de Campinas.
Aos 39 minutos, Taiberson pegou um rebote, chutou para o gol, a bola desviou e Ivan fez a defesa parcial, no rebote, Hugo Cabral chutou na rede pelo lado de fora, mas já estava em posição irregular.
Já aos 45 minutos, Hugo Cabral fez jogada individual e conseguiu uma falta muito perigosa. Celsinho bateu com precisão, por cima da barreira, sem condições de defesa para Ivan conseguindo o empate para o CSA: 1 a 1.
NM com Fernanda Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário