Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

quarta-feira, 27 de junho de 2018

CRB é derrotado pelo Goiás e segue na zona de rebaixamento da Série B: 2x1

FOTO: ROSIRON RODRIGUES/GOIÁS
O CRB sofreu a sétima derrota na Série B do Campeonato Brasileiro, em 13 jogos disputados até aqui, na noite desta terça-feira, em Goiânia. Mesmo fazendo um jogo muito igual contra o Goiás, o time regatiano acabou cometendo falhas e sofreu 2 a 1 no Estádio Olímpico.
Todos os gols foram marcados no tempo final. O esmeraldino marcou os dois através do atacante Lucão. O gol do CRB foi marcado pelo zagueiro Ed Carlos, contra.
O jogo foi cercado de alguns lances complicados. O árbitro Leandro Bizzio Marinho chegou a marcar um penalidade sobre Neto Baiano, mas o assistente Daniel Paulo Ziolli acabou indicando uma irregularidade, anulando o lance. Já no último minuto, Neto girou dentro da área e chutou para empatar o jogo, mas Marcos fez uma defesa excepcional.
Com o resultado, o Goiás chegou aos 15 pontos e, ao menos temporariamente, deixou a zona de rebaixamento. O CRB, por sua vez, estacionou nos 12 pontos e permanecerá na zona de rebaixamento.
Na próxima rodada, o CRB vai receber o São Bento, no Estádio Rei Pelé, na "quarta-feira cheia" da Série B, no próximo dia 4 de julho, às 20h30. Já o Goiás irá à Ressacada para encarar o Avaí.
Goiás 2x1 CRB (Série B 2018)
Confira os gols e melhores momentos da partida no Estádio Olímpico
O jogo
A partida entre Goiás e CRB começou com muito equilíbrio, com as duas equipes alternando momentos de domínio, mas sem que os ataques conseguissem se sobrepor às defesas. 
Somente aos 28 minutos houve a primeira chegada mais forte. E foi do CRB. Willians Santana quebrou a primeira linha defensiva do Goiás e deu uma linda assistência para Neto Baiano, que, pelo lado esquerdo da área, finalizou cruzado para uma bela defesa do goleiro Marcos.
O CRB seguiu melhor e, após uma falta sofrida por Lucas Siqueira, Neto Baiano bateu rasteiro e Marcos teve muita dificuldade na defesa, colocando para escanteio.
O primeiro lance de maior perigo do Goiás veio apenas aos 37 minutos. Após uma bola despretensiosa, Giovanni chutou de fora da área, a bola desviou na defesa e João Carlos deu um tapinha para escanteio.
No finalzinho do primeiro tempo, o time do Goiás ainda conseguiu criar um jogada pelo lado. Michael foi ao fundo, Anderson Conceição não conseguiu travar, a bola foi cruzada e Lucão se antecipou à marcação de Márcio, finalizando no lado esquerdo do goleiro João Carlos.
Segundo tempo
Já o segundo tempo começou em um ritmo frenético, mas com o CRB mal posicionado nas bolas cruzadas na área. Numa delas, Giovanni fez o cruzamento, Alex Alves surpreendeu Diego e, ao dividir a bola, conseguiu tocar para Lucão, que sozinho, encheu o pé e abriu o marcador: Goiás 1 a 0.
E uma grande polêmica surgiu aos 12 minutos. Em lance bastante confuso, o árbitro deu pênalti, mas o assistente Daniel Paulo Ziolli chamou o juiz para informar uma falta do atacante Neto Baiano, conseguindo convencê-lo a voltar atrás.
Já aos 17 minutos, Lucão quase ampliou. Ele driblou o goleiro João Carlos e chutou, mas viu a bola explodir na trave, para desespero do torcedor esmeraldino.
Volante alvirrubro Claudinei tenta roubar bola do meia Renato Cajá
FOTO: ROSIRON RODRIGUES/GOIÁS











O jogo ficou mas definido em termos de estratégia, com o Goiás se defendendo e o CRB buscando o ataque. Aos 33 minutos, o CRB chegou ao empate. Bola cruzada por Alípio e Ed Carlos se antecipou a Neto Baiano, cabeceando contra a própria meta: CRB 1 a 1.
Mas, no minuto seguinte, assim como aconteceu no jogo passado, contra o Paysandu, Márcio errou na saída de bola e no erro e Lucão ficou em condições de finalizar. O atacante deu um tapa, tirou do goleiro João Carlos e voltou a colocar o Goiás na frente: 2 a 1.
Já no último lance do jogo, Neto Baiano recebeu uma bola na pequena área, girou e chutou bonito, mas Marcos fez uma defesa excepcional, evitando o empate.
NM com Alberto Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário