Image Map
Image Map
Image Map

quarta-feira, 23 de maio de 2018

"Noite muito ruim no aspecto técnico, físico e tático", diz Cabo após goleada

Após o CSA ser goleado por 4x1 para o Figueirense, em pleno Rei Pelé, nesta terça-feira (22), o técnico azulino Marcelo Cabo admitiu, durante coletiva para imprensa nesta noite, o baixo rendimento da equipe dentro de campo e elogiou o time catarinense.
- Nós pegamos um adversário bem qualificado, mas também facilitamos as coisas. A equipe não se encaixou, não esteve bem, foi uma noite muito ruim no aspecto técnico, físico e até mesmo tático. Temos que reconhecer que não estávamos bem nos três aspectos fundamentais que o futebol exige, mas a parte física foi preponderante para o nosso baixo rendimento hoje.
O treinador marujo também explicou o motivo do atacante Walter começar jogando entre os titulares e Michel Douglas - artilheiro do Azulão na competição - ficar no banco de reservas.
- A entrada do Walter no lugar do Michel, primeiro eu tenho que deixar bem claro que foi um protocolo médico e fisiológico. O Michel só ia suportar, sem risco de lesão, 30 minutos. Então, eu não seria louco de tirar o artilheiro do campeonato do jogo se não tivesse uma restrição médica e fisiológica. O substituto imediato é o Walter, muda a característica do jogo, mas nós temos que entender que o time não esteve bem e não apenas o Walter. Nós não conseguimos propor o jogo como fizemos em outra partidas para que a bola chegasse nele como tem que chegar e ele poder mostrar a sua qualificação. Então, como um todo, não só o Walter, mas toda equipe não esteve bem.
O comandante azulino também falou sobre o fato de ter mais de uma semana livre para ajustar a equipe até o próximo compromisso na Série B.
- Vamos com tranquilidade. Agora temos 10 dias para trabalhar, vamos recuperar os jogadores, fazer um planejamento para que a gente consiga recuperar os pontos lá em Goiânia que deixamos aqui hoje. Se fizermos uma analogia, nós trocamos os resultados, porque ganhamos em Londrina e perdemos em casa. Vou conversar com os jogadores para que essa derrota não traga desconfiança ao nosso trabalho.
O CSA volta a campo pela Segundona, apenas no próximo dia 1º de junho (sexta-feira), onde vai encarar o Vila Nova-GO, às 20h30, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia.
NM com Isaac Simões

Nenhum comentário:

Postar um comentário