Image Map
Image Map
Image Map

quarta-feira, 2 de maio de 2018

Com destaque para Didira, CSA derrota Criciúma e começa rodada na vice-liderança

FOTO: GAZETA PRESS/FERNANDO REMOR
A ótima fase permanece para o CSA. Jogando esta tarde em Santa Catarina, o time azulino venceu pela primeira vez fora de casa. Com uma atuação segura e com grande destaque para Didira, autor de dois gols, o Azulão derrotou o Criciúma por 3 a 1 no Estádio Heriberto Hulse.
Os gols azulinos foram marcados por Didira, com dois belos gols; e por Nino, contra. Cobrando pênalti, João Paulo marcou o gol do Tigre.
Com a vitória, o CSA chegou aos nove pontos e assume a vice-liderança na tabela de classificação. Já o Criciúma segue sem vencer e ocupa a 18ª posição, sem pontuar na competição.
Na próxima rodada, a quinta da Série B, o CSA receberá o Boa Esporte, no sábado, 12, às 16h30, no Estádio Rei Pelé. Já o Criciúma jogará mais cedo. O time catarinense enfrentará o Guarani, na próxima terça, 9, às 19h15, no Brinco de Ouro da Princesa.
O jogo
Vindo de três derrotas consecutivas, o Criciúma buscou dominar as ações da partida. Mesmo tendo a bola nos pés, o time catarinense errava muitos passes e não apresentava força no terço final do campo. Este foi o cenários dos dez minutos iniciais do jogo.
Sem inspiração de ambos os lados, os goleiros chegaram aos trinta minutos sem realizar uma defesa. O CSA mantinha sua defesa bem postada, com uma marcação mais baixa. O Criciúma tinha mais posse de bola, girava, mas não conseguia penetrar na defesa alagoana. O CSA até encontrava espaços, mas desperdiçava as jogadas com erros de passe.
Mas aos 31 minutos o CSA criou uma jogada pelo corredor direito, com Niltinho, que dominou, cortou para dentro e encontrou Didira sozinho já na frente da área pelo lado direito. O meia azulino meteu um belo chute para o gol, a bola desvio de leve em Natan e atrapalhou Luiz: CSA 1 a 0.
Aos 40 minutos, o Criciúma teve a melhor oportunidade do jogo. Bela jogada de Alex Maranhão, que cruzou e no meio da área Zé Carlos, sozinho, tocou errado e perdeu um gol feito. Dois minutos depois, o CSA teve uma falta a seu favor e de muito longe Xandão bateu forte e o goleiro Luz defendeu em dois tempos.
Logo no começo no segundo tempo, o Criciúma teve uma penalidade marcada pelo árbitro Elmo Alves Resende Cunha. João Paulo cobrou, Alexandre Cajuru chegou a defender, mas a bola acabou morrendo dentro do gol: Criciúma 1 x 1. Com o empate, o Tigre partiu para cima. Aos 11 minutos, Nicolas entrou pelo lado esquerdo, Alexandre Cajuru defendeu e no rebote, João Paulo chutou forte e Celsinho salvou em cima da linha.
Defesa do Azulão soube neutralizar as investidas do Tigre, no Heriberto Hulse
FOTO: GLOBOESPORTE

























No lance seguinte, o CSA foi para o ataque e após uma jogada disputada por Michel Douglas a bola sobrou para Nino e ele de maneira bisonha encobriu o goleiro Luiz: CSA 2 a 1. Novamente com a vantagem, o CSA se defendia com eficiência e o Criciúma seguia apertando.
Aos 33 minutos, o Tigre esteve perto de empatar. Após jogada ensaiada com eficiência, Sandro cabeceia, mas Cajuru faz grande defesa. Quatro minutos depois Niltinho faz grande assistência, Didira entra sozinho, dá um lindo toque sobre o goleiro Luiz e marca o terceiro gol do CSA: 3 a 1.
Mais uma vez batido em campo, o Criciúma ainda proporcionou um lance descontrole emocional porque aos 41 minutos o atacante Zé Carlos, que já havia sido substituído, discutiu com jogador do CSA e foi expulso. E ciente de que o placar estava definido, o árbitro Elmo Alves Resende Cunha não deu acréscimo na etapa complementar.
NM com Alberto Oliveira
Tempo Real com Francisco Cardoso
Melhores Momentos: Criciúma 1 x 3 CSA - Série B
Imagens: Premiere Sportv

Nenhum comentário:

Postar um comentário