Image Map
Image Map
Image Map

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

CSA vence CEO, assume a liderança do Alagoano e segue invicto na competição

FOTO: EDUARDO VIEIRA/RCORTEZ/ASCOM CSA
Jogando neste domingo (25), no Estádio Edson Matias, em Olho d'Água das Flores, pela 7ª rodada, o CSA não tomou conhecimento do Centro Esportivo Olhodaguense (CEO) e venceu pelo placar de 2 a 0, assumindo a liderança do Campeonato Alagoano, com 14 pontos, e, ainda, mantendo a invencibilidade na competição. Quanto ao CEO, agora é o terceiro colocado, com 12 pontos.
Daniel Costa abriu o placar para o Azulão, aos 45 minutos do primeiro tempo, em lance que gerou muita polêmica. Na segunda etapa, Didira ampliou, dando números finais à partida.
No próximo jogo, válido pela 8ª rodada, o CSA terá pela frente o Clássico das Multidões, contra o CRB, dia 4 de março (domingo), às 16 horas, no Estádio Rei Pelé. Já o CEO visita o ASA, no mesmo dia e horário, no Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca.
Como foi
O CSA quase abriu o placar no início do jogo. Aos 3 minutos, Paulinho cruzou e Giva, sozinho, finalizou de primeira e mandou a bola para fora, perdendo uma chance incrível, que poderia ter sido o primeiro gol azulino.
Partida foi bastante movimentada no Edson Matias 
FOTO: EDUARDO VIEIRA/RCORTEZ/ASCOM CSA
























O Azulão era melhor e trocava passes no setor defensivo, buscando espaços, enquanto o CEO se fechava. Aos 18 minutos, o CSA teve uma grande chance. Paulinho recebeu na entrada da área e soltou uma bomba no cantinho esquerdo do goleiro Eliomar, que se esticou todo e salvou a equipe do Sertão, com uma bela defesa.
Aos 30 minutos o CEO chegou. Kiko Alagoano levantou a bola na grande área, Jacobina cabeceou e o goleiro Mota fez uma grande defesa, salvando o CSA.
Apesar de criar bastante, o CSA pecava nas finalizações. Aos 37 minutos, Didira recebeu o passe, invadiu a área e chutou, mas viu a bola passar perto da trave, no canto direito, assustando o goleiro Eliomar.
CEO 0x2 CSA
Confira os melhores momentos da partida, válida pela 7ª rodada do Campeonato Alagoano
O gol do CSA foi assinalado depois de muita confusão por parte da arbitragem. Aos 45 minutos, Daniel Costa mandou a bola na área do CEO, o goleiro Eliomar pegou e passou da linha do gol. A assistente Maria de Fátima Mendonça apontou gol do CSA. Os jogadores do CEO protestaram e ela acabou voltando atrás na decisão. Depois, Maria de Fátima novamente foi consultada pelo árbitro Jonata de Souza Gouveia e confirmou que o goleiro entrou com bola e tudo, validando, assim o gol do time azulino: 1 a 0.
Segundo tempo
O CEO voltou para a segunda etapa pressionando em busca do gol de empate. O Azulão, por outro lado, só se defendia e não conseguia as jogadas de contra-ataque.
Aos 11 minutos, em um bom momento do CEO, Kiko Alagoano bateu a bola com efeito e ela passou perto da trave, assustando o goleiro Mota. Quase seria um gol olímpico.
Atacante Leandro Kivel teve muita dificuldade para escapar da marcação no Sertão
FOTO: EDUARDO VIEIRA/RCORTEZ/ASCOM CSA

























O CSA respondeu. Didira recebeu um belo passe de Leandro Kivel, fintou Jesse, mas na hora de finalizar, mandou a bola por cima do gol. Mais uma chance desperdiçada do Azulão, aos 16 minutos.
Aos 17 foi a vez de o CEO chegar. Kiko Alagoano encheu o pé, de canhota, e o goleiro Mota saltou para fazer uma grande defesa.
O jogo era lá e cá. Aos 25 minutos, foi o CSA quem chegou. Celsinho levantou a bola na área, Michel Douglas - que entrou no segundo tempo - cabeceou, obrigando o goleiro do CEO a fazer mais uma grande defesa.
E o CEO teve outra chance incrível de marcar. Aos 26 minutos, Chiquinho chutou com efeito e a bola foi caprichosamente na trave.
Zagueiro Xandão afasta o perigo na defesa azulina
FOTO: EDUARDO VIEIRA/RCORTEZ/ASCOM CSA
Tentando chegar ao segundo gol, para ficar mais tranquilo no jogo, o CSA partiu em busca de seu objetivo. E conseguiu. Aos 29 minutos, Didira, que tinha perdido outras três chances, recebeu bom passe de Celsinho, ajeitou a bola com a perna esquerda, escolheu o canto e guardou: 2 a 0.
Aos 36 que chance teve o CEO! Nona cruzou da direita, e Samilo - que entrou nessa etapa - cara a cara com Mota, foi infeliz ao cabecear para fora. Mais uma oportunidade desperdiçada pelo time sertanejo.
Antes do apito final, o CSA ainda teve uma última oportunidade para ampliar o marcador. Daniel Costa bateu falta com força e a bola foi para fora.
Fala, Didira!
Após o jogo, em entrevista à Rádio Gazeta, o meia Didira falou sobre o resultado e sobre o gol que assinalou: "O objetivo da gente era esse: fazer um bom jogo, conseguir a vitória para dar tranquilidade e ter uma semana boa. Então, esperamos que durante a semana a gente possa fazer um bom trabalho, para quando chegar domingo, no clássico (com o CRB), fazer um grande jogo e conquistar mais uma vitória".
"Tentei três vezes fazer o gol e na quarta não poderia passar. Graças a Deus, Deus vem me abençoando e agradeço a Deus por tudo! E o grupo está de parabéns pelo empenho, a vontade que teve. Esse gol não foi só mérito meu, mas de todo mundo, pelo empenho dentro de campo, em um jogo como foi esse de hoje. Placar justo. Poderíamos até ter feito mais gols, mas pecamos nas finalizações, mas o importante foi a vitória para dar tranquilidade", completou o jogador.
CEO: Eliomar; Baiano, Wesley, Jesse e Chiquinho; Jacobina (Samilo), Jota (Helder), Williams (Aurélio) e Kiko Alagoano; Felipe e Nona. Técnico: Humberto (preparador de goleiros).
CSA: Mota; Celsinho, Roger, Xandão (Rodrigo Lobão) e Paulinho; Dawhan, Yuri, Giva e Daniel Costa; Didira (Boquita) e Leandro Kível (Michel Douglas). Técnico: Marcelo Cabo.
NM com Fernanda Medeiros e Isaac simões

Nenhum comentário:

Postar um comentário