Image Map
Image Map
Image Map

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

CRB vence nos pênaltis por 4x3 e avança na Copa do Brasil

FOTO: ADILSON GERMANN/JEA COMUNICAÇÃO
O CRB está na terceira fase da Copa do Brasil. A decisão da vaga foi tensa, nervosa, mas emocionante. Após empate no tempo normal em 1 a 1, a classificação saiu depois da série de cobranças de pênalti, quando o Regatas venceu por 4 a 3. A vítima? O Novo Hamburgo, em partida disputada nesta quinta-feira à noite, no Estádio do Vale, em Novo Hamburgo-RS, pela segunda fase da competição.
Os gols no tempo normal foram de Neto Baiano (CRB) e Ricardo Lobo (Novo Hamburgo), um em cada tempo. Já nas cobranças de pênaltis, converteram Ricardo Lobo, Júlio Santos e Branquinho (Novo Hamburgo); e Rafael Bastos, Diego, Ayrton e Willians Fernandes (CRB). O herói foi o goleiro do Galo, João Carlos, que defendeu duas cobranças.
Na próxima fase, a terceira, o Galo vai enfrentar o São Paulo, que, também na noite desta quinta-feira, venceu o CSA, no Estádio Rei Pelé, por 2 a 0.
E por ter avançado à próxima fase, o CRB vai embolsar nada mais, nada menos, do que a quantia de R$ 1,4 milhão, cota destinada aos clubes que chegam a esta fase da competição.
A conquista
O primeiro bom momento de gol do jogo foi do Novo Hamburgo, aos 9 minutos de bola rolando. Mas o atacante Jean Silva não aproveitou o rebote após boa jogada construída pelo lateral-direito Lito Guerreiro, com o goleiro João Carlos fazendo a defesa parcial.
O time do Novo Hamburgo tinha mais volume de jogo, enquanto o ataque do CRB não exigia grande esforçodo goleiro Michel Alves.
O time gaúcho se aproveitou e aos 29min, teve outra grande chance de a abrir o placar, novamente com o atacante Jean Silva, mas ele não aproveitou o bom passe do meia Preto e, livre de marcação, finalizou para a linha de fundo.
De novo, a equipe azulina chegou, já os 37min, quando o lateral Assis cobrou falta e o zagueiro Roberto Dias, na área do CRB, desperdiçou.
E apesar de não ter levado perigo ao adversário, foi o CRB quem abriu o placar, aos 46min. O zagueiro Anderson Conceição tocou para a área adversária e o atacante Neto Baiano - sempre ele - aproveitou a falha da defesa do Novo Hamburgo e guardou: 1 a 0.
Zagueiro Flávio Boaventura supera adversário e sai com a bola dominada
FOTO: ADILSON GERMANN/JEA COMUNICAÇÃO











No segundo tempo, o Novo Hamburgo foi quem começou assustando. Aos 13min, a zaga do CRB deu um vacilo e Juninho Silva assustou o goleiro João Carlos.
E de tanto pressionar, o time da casa chegou ao empate, já aos 29min, com Ricardo Lobo, após uma bobeira da zaga regatiana: 1 a 1.
A decisão foi para as cobranças de pênalti e o Galo levou a melhor, vencendo por 4 a 3. Destaque para o goleiro João Carlos, que fez duas grandes defesas, garantindo a classificação regatiana.
O Novo Hamburgo perdeu as cobranças com Zotti e Assis, enquanto o CRB nem precisou fazer a última cobrança, pois, já estava à frente no placar. 
OS TIMES
Novo Hamburgo: Michel Alves; Lito Guerreiro, Roberto Dias, Júlio Santos e Assis; David, Diogo Oliveira (Zotti), Juninho Silva e Preto; Flávio Torres  (Ricardo Lobo) e Jean Silva (Branquinho). Técnico: Beto Campos.
CRB: João Carlos; Ayrton, Flávio Boaventura, Anderson Conceição e Diego; Feijão, Serginho, Leilson (Willians) e Edson Ratinho; Willians Santana (Rafael Bastos) e Neto Baiano (Marcão). Técnico: Mazola Júnior.
NM com Fernanda Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário