Image Map
Image Map
Image Map

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

CBF realiza Curso de Aperfeiçoamento para Instrutores de Arbitragem com participação de Alagoas

A Comissão de Arbitragem da CBF e a Escola Nacional de Arbitragem do Futebol (ENAF) deram continuidade à programação de cursos da temporada 2018. Na última segunda-feira (29), a Turma II do Curso de Aperfeiçoamento para Instrutores de Árbitros iniciou os trabalhos no Centro de Treinamento de Excelência Dr. João Havelange, em Pinheiral (RJ). No total, serão 10 dias de atividades práticas e teóricas com os 19 instrutores regionais.
O objetivo principal do curso é a padronização da arbitragem brasileira, buscando a uniformidade na aplicação da regra do jogo.
Após a abertura oficial, os participantes passaram a debater as aplicações das regras do jogo. Através da apresentação de vídeos com lances selecionados, o ex-árbitro e instrutor da Confederação Brasileira de Futebol, Cláudio Vinícius Cerdeira e, o instrutor FIFA, Manoel Serapião Filho analisaram as tomadas de decisões dos árbitros e reforçaram as diretrizes da FIFA.
O segundo dia do curso também contou com a palestra de José Roberto Wright, ex-árbitro e atual vice-diretor da Escola Nacional de Arbitragem do Futebol (ENAF). Eleito o melhor árbitro da Copa do Mundo de 1990, Wright passou lições de postura e posicionamento dentro do campo.
Na quarta-feira (31), os instrutores regionais da Turma II realizaram um trabalho específico que aprimorou as técnicas de apresentação. Ministrada pelos professores Dr. José Fernandes e Dra. Paula Roquetti, a aula aprofundou habilidades essenciais das quais um instrutor precisa dominar para alcançar melhor êxito na transmissão do saber. Responsáveis pela formação de novos árbitros, os instrutores regionais assimilaram conceitos comportamentais e dicas técnicas para uma apresentação eficaz.
Um dos palestrantes do módulo, Dr. José Fernandes destacou a importância de uma boa apresentação na carreira do instrutor de árbitro. Segundo o professor, é preciso repassar o conhecimento de forma clara e eficaz para uma melhor compreensão dos novos profissionais de arbitragem.
Também especialista no tema, a Dra. Paula Roquetti explicou a metodologia usada durante a avaliação, que será concluída na próxima semana com a reformulação das apresentações.
– Os instrutores foram convidados a darem aulas para nós. Através dessas apresentações, identificamos os pontos positivos e negativos. Fizemos alguns ajustes técnicos e corrigimos a didática, o posicionamento, o que deve conter nas explanações e o que deve ser evitado… Trouxemos algo novo para somar com as experiências vividas por eles no campo de futebol. Já na próxima semana, teremos um novo feedback com as reapresentações – explicou a professora.
Além das atividades físicas comandadas pelo instrutor regional Reginaldo Noronha, o terceiro dia de curso também contou com avaliação teórica e análise de vídeos com a temática das faltas táticas. Ao fim, os instrutores da CBF conduziram um estudo dirigido com toda a turma.
Participantes da Turma II:
Almir Belarmino Caetano (RO)
Arthur Alves Júnior (SP)
Claudemir Maffessoni (SC)
Emerson Luiz Sobral (PE)
Érica Gonçalves Krauss (SC)
Francisco de Paula Santos Silva Neto (RS)
George Alves Feitosa (AL)
Giulliano Bozzano (MG)
Hilton Rodrigues Moutinho (RJ)
Ivaney Alves Lima (SE)
Joel Tolentino da Mata Junior (MG)
Jose Alexandre Barbosa Lima (RJ)
Kleber Jose de Melo (SP)
Marcelo Bertanha Barison (RS)
Marcos André Gomes da Penha (ES)
Milton Otaviano dos Santos (CE)
Reginaldo Vasconcelos Noronha (AM)
Vicente de Paula da Silva Moraes (GO)
Wagner dos Santos Rosa (RJ)
NM com site da ANAF

Nenhum comentário:

Postar um comentário