Image Map
Image Map
Image Map

domingo, 8 de outubro de 2017

Após classificação, presidente azulino desabafa: "Medo muito grande"

Após a vitória emocionante do CSA sobre o São Bento-SP por 4 a 2, neste sábado (07), no Estádio Rei Pelé, pela semifinal do Campeonato Brasileiro da Série C, o presidente Rafael Tenório falou sobre a emoção de ter que decidir a vaga na decisão na série de cobranças de pênalti. No Trapichão, o dirigente afirmou que ainda não havia vivenciado um momento tão dramático como o desta noite. O Azulão saiu derrotado no tempo normal, mas avançou nas penalidades.
- Nós já havíamos conseguido empatar e até vencer jogos no finzinho, mas ainda não havia sentido um medo tão grande como o de hoje, decidindo a classificação para a final de um campeonato nos pênaltis.
O mandatário azulino também comentou à Radio Gazeta que havia previsto uma partida difícil na noite deste sábado, devido principalmente aos falecimentos do irmão do meia Daniel Costa e da avó do volante Dawhan.
- O dia de hoje começou estranho diante das notícias tristes envolvendo dois grandes atletas do nosso grupo, o que nos deixou com um pressentimento de que não iria ser fácil conquistar o nosso objetivo. Em alguns momentos, imaginei até aquela tragédia de 1950, no Maracanã, onde o Brasil perdeu para o Uruguai com o estádio completamente lotado. Entretanto, no final, deu tudo certo para nosso time, e estamos na final da competição.
Na saída do gramado, o goleiro Mota - um dos heróis da partida, já que pegou o pênalti cobrado por Everaldo - enalteceu os companheiros após a conquista da vaga na decisão:
- Eu só quero agradecer a Deus e a cada jogador do CSA. A gente trabalha todo dia e se dedica ao máximo para conseguir os objetivos, e é por isso que somos merecedores de estar vivendo tantas coisas boas neste clube maravilhoso.
Flávio Araújo destacou equilíbrio dos confrontos contra o São Bento
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS
Na coletiva de imprensa, o técnico Flávio Araújo, por sua vez, disse que sabia da dificuldade de enfrentar o São Bento - mesmo jogando diante da torcida azulina -, reforçando que a partida deste sábado foi apenas um anúncio do que o Azulão terá de superar na decisão contra o Fortaleza.
- Eu sempre falei que o confronto com o São Bento seria equilibrado. Apesar de termos vencido em Sorocaba, o jogo foi parelho e as duas equipes criaram muitas oportunidades dentro da partida, e aqui não foi diferente. Então, podem ter certeza de que contra o Fortaleza irá acontecer o mesmo.
Sobre o momento vivido pelo Fortaleza, o técnico marujo falou destacou os cuidados que o CSA precisará ter para conquistar a tão sonhada taça de campeão nacional.

- O Fortaleza cresceu no momento decisivo da competição, engatando uma sequência de bons jogos para conseguir avançar até a fase de mata-mata. De lá para cá, vem mantendo uma regularidade. Não há dúvida de que seremos muito mais exigidos, encarando um Castelão com 50 mil pessoas. Mas o nosso time tem confiança e personalidade para conseguirmos um bom resultado no próximo domingo, decidindo o título em casa, ao lado de nosso torcedor.
NM com Isaac Simões

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA