Image Map
Image Map
Image Map

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

No Serra Dourada, CRB é goleado pelo Vila Nova e cai para a 14ª posição

Indigesta. Não há outra definição para a fase do CRB na Série B do Campeonato Brasileiro. Na noite desta terça-feira (26), no complemento da 26ª rodada, o Galo voltou a campo para encarar, fora de casa, adversário que luta na parte de cima da tabela. Contra o Vila Nova, no Serra Dourada, em Goiânia, o Galo sofreu 3x0 e perdeu uma posição: agora, é o 14º colocado, ainda com 32 pontos.
E o torcedor regatiano já vê, com preocupação, a distância de seu time para a zona de rebaixamento cair para apenas três pontos. Agora, já são quatro derrotas consecutivas, a segunda sob o comando do técnico Mazola Júnior, que vai tentar arrumar a casa para o próximo compromisso, sexta-feira que vem, contra o Londrina-PR, no Estádio do Café.
Para este desafio, o Galo não terá o zagueiro Gabriel, que tomou o terceiro cartão amarelo. Em compensação, já poderá contar com o atacante Zé Carlos, além dos zagueiros Flávio Boaventura e Adalberto, que também estiveram ausentes por suspensão. Outro liberado é o volante Olívio, que completou 1 ano longe de partidas oficiais após ser pego em exame antidoping. 
O Vila, por sua vez, foi a 45 pontos e segue na 4ª posição, recebendo a visita do Brasil de Pelotas-RS na tarde do próximo sábado.
Galo acuado
O CRB entrou em campo desfalcado de sua dupla de zagueiros, pois, Flávio Boaventura e Adalberto tiveram de cumprir suspensão - Gabriel e Audálio foram os substitutos. E quando a bola rolou, o time da casa logo impôs seu ritmo, com o Galo, preso à marcação, encontrando muita dificuldade para sair jogando. Sem espaço, não conseguiu levar perigo à meta adversária no primeiro tempo.

Vila Nova 3x0 CRB
Confira os gols da partida no Serra Dourada
Com três minutos de partida, o time goiano quase abriu o marcador em jogada do meia Alan Mineiro, que foi lançado em velocidade pela esquerda e tocou na saída do goleiro Edson, mas Gabriel fez o corte, salvando o Galo em cima da barra.
Dominando as ações, o Tigre chegou ao gol em lance de bola parada. Após cobrança de escanteio pela direita e desvio no primeiro pau, a bola sobrou para o zagueiro Alemão, que, de cabeça, acertou o canto direito, sem chance para o goleiro, aos 18 minutos: 1x0.
Os donos da casa tinham o jogo sob controle, neutralizando as poucas investidas do rival, até que, já aos 37, o Vila ampliou a vantagem. O atacante Alípio foi para cobrança de falta e chutou, com muita categoria, encobrindo a barreira e acertando o ângulo superior direito, sem chance para Edson: 2x0.
Tigre confirma vitória no final
Insatisfeito, Mazola processou duas mudanças no retorno do intervalo, trocando Chico por Rodolfo e Neto Baiano por Marion. O Galo voltou mais disposto, mas ainda sem criar o bastante. Já aos 23 minutos, foi a vez de Tinga dar lugar a Pablo.
O time visitante seguiu em cima, mas, sem a velocidade necessária, continuou a parar na marcação do Tigre, que jogava sem pressa, buscando o contra-ataque. Até que, já aos 47 minutos, Léo Rodrigues - que havia entrado no segundo tempo - foi tocado por Diego na grande área.
O árbitro assinalou o pênalti duvidoso e Alan Mineiro foi para a marca da cal, chutando no canto direito, deslocando Edson Kölln e dando números finais à partida em Goiânia: 3x0.
NM com Gazetaweb.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA