Image Map
Image Map
Image Map

domingo, 17 de setembro de 2017

Debaixo de chuva, CRB perde para o Brasil de Pelotas por 2x0 no Bento Freitas


Com informações de Francisco Cardoso
Debaixo de uma forte chuva e sob uma temperatura que atingia os 17 graus, o CRB, que brigava pela reabilitação na Série B do Brasileiro, levou uma ducha de água gelada, ao sair de campo com a segunda derrota consecutiva: 2 a 0. Desta vez foi para o Brasil-RS, neste sábado, 16, às 16h30, no Estádio Bento Freitas, em Pelotas, pela 24ª rodada da competição. Há uma semana o Galo havia perdido para o Oeste por 1 a 0.
No primeiro tempo, o time regatiano jogou um péssimo futebol. Melhorou na segunda etapa, mas não foi o suficiente para ao menos sair de Pelotas com um empate. Assim, com mais essa derrota na Série B, o Galo desceu duas posições em relação ao início da rodada, na terça-feira, e agora está na 13ª colocação, com 32 pontos. E o Brasil subiu para a 9ª posição, somando 33 pontos. Lembrando que no jogo de ida, no Estádio Rei Pelé, em Maceió, o Galo também perdeu para o Brasil, mas por 1 a 0.
O próximo adversário do CRB é o Criciúma, no sábado que vem, dia 23, às 16h30, no Rei Pelé; enquanto o Brasil vai encarar o Ceará, no Castelão, às 19 horas do mesmo dia.
Como foi
O jogo começou com o Brasil indo ao ataque. Aos 5 minutos, o meia Rafinha invadiu a área, mas se desequilibrou e caiu, desperdiçando bom momento para o Brasil, que teve outra chance aos 11 minutos, quando tentou ir novamente ao ataque, mas o lateral-esquerdo Breno não alcançou e a bola foi na lateral para o CRB.
A defesa do CRB falhava e, se aproveitando disso, o Brasil seguia atacando, enquanto o Galo, aos 15 minutos, ainda não tinha ameaçado a meta do goleiro Marcelo Pitol, e passava por péssimos momentos na partida.
Aos 25 minutos, finalmente aconteceu uma boa jogada do CRB. Tony passou por dois adversários e tocou para Chico. Só que Marcelo Pitol foi mais rápido e dominou a situação.
O Brasil pressionava e já vinha tentando finalizar. De tanto tentar, conseguiu o primeiro gol, que aconteceu aos 27 minutos, após uma falha do zagueiro Gabriel. Ele perdeu a jogada com Misael e a bola foi cruzada na medida para Rafinha, que só teve o trabalho de cabecear para o gol: 1 a 0.
E só dava Brasil no jogo. Aos 30 minutos, o time gaúcho quase ampliou. Em jogada de laterais, Breno passou por Marcos Martins, invadiu a área do CRB e chutou forte, vendo a bola passar bem perto da meta regatiana, pelo lado direito.
Aos 36 minutos, o CRB apareceu com o atacante Marion, mas no último momento ele deu um vacilo e a defesa do Brasil cortou.
O CRB continuava muito ruim em campo, que a essa altura estava muito pesado e encharcado, por causa das fortes chuvas que caíam em Pelotas. Assim, o Galo fez um primeiro tempo sofrível, saindo de campo com a derrota parcial.
Etapa final
No segundo tempo, ainda sob um forte temporal, o Galo voltou para o jogo com a mesma formação, assim como o Brasil. Mas a primeira boa chance nessa etapa foi do Alvirrubro, que voltou do intervalo bem melhor do que na primeira etapa.
E aos 9 minutos, em jogada iniciada por Marion, o lateral esquerdo Breno cortou mal e o atacante Neto Baiano aproveitou, mandando uma bomba, obrigando o goleiro Marcelo Pitol a efetuar grande defesa. Quase era o gol de empate do time regatiano.
Aos 18 minutos, de novo o CRB levou perigo ao adversário, quando Tony recebeu bom passe de Neto Baiano e mandou na gaveta, e o goleiro Marcelo Pitol fez uma bela defesa, buscando a bola no ângulo e evitando o gol.
Aos 21 minutos, o técnico do CRB, Dado Cavalcanti, promoveu a estreia no time do atacante Pablo, em lugar de Yuri, com o objetivo de deixar o Galo mais ofensivo para, no mínimo, chegar ao empate.
O Brasil conseguiu equilibrar as ações, a partir dos 25 minutos, e o jogo ficou mais igual para os dois times. O CRB até que teve chance de empatar, mas não conseguiu se dar bem nas jogadas de finalização.
Aos 35 minutos, houve uma dessas tentativas para o CRB chegar ao ataque, mas Breno acabou com a festa e mandou a bola para a linha lateral. Aos 37 minutos, em outra jogada de ataque do CRB, Neto Baiano desviou a bola de cabeça para Erick Salles, mas a defesa do Brasil, atenta, cortou para escanteio.
O tempo passava, o jogo ia para o final e o CRB tentava, tentava, mas não chegava ao menos ao empate. O Brasil não tinha nada com isso e chegou ao segundo gol, nos acréscimos, mais precisamente aos 47 minutos: Rafinha, de novo ele, recebeu passe de Misael, dentro da área, girou a bola em cima de Flávio Boaventura e fuzilou, sem chance para o goleiro Edson Kolln, que chegou a tocar na bola, mas ela foi morrer no fundo das redes: 2 a 0.
No finalzinho da partida, aos 48 minutos, o zagueiro regatiano Gabriel cometeu uma dura falta no atacante Mizael e foi expulso, pois ele já estava de amarelo desde o 1º tempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA