Image Map
Image Map
Image Map

domingo, 17 de setembro de 2017

Conheça o adversário do CSA na disputa pelo acesso à Série B

EWERTON MARADONA (EX-CRB) FOTO: RAPHAEL LEMOS

Adversário do CSA no mata-mata do acesso à Série B do Brasileiro, o Tombense vai tentar um feito inédito a partir desta segunda-feira (18). E para que o torcedor azulino conheça um pouco mais o rival da vez, o time que ostenta uma invencibilidade de nove partidas em casa e, também por isso, promete dar trabalho ao Azulão.
Terceiro colocado do grupo B, com 26 pontos, a equipe mineira chega, agora, ao maior desafio de sua história centenária: subir de divisão e figurar entre os 40 melhores clubes do país. Para tal, o Carcará terá pela frente um confronto de 180 minutos e que promete fortes emoções.
Alvirrubro, o clube foi fundado no ano de 1914. Entretanto, ganhou notoriedade no futebol de Minas somente a partir da década de 2000, quando reformou seu estádio, construiu uma concentração, montou times em todas as categorias e começou a disputar o campeonato estadual.
O nome é em razão de o time ter sido fundado na cidade de Tombos. Distante 390 km da capital Belo Horizonte e fazendo divisa com o estado do Rio de Janeiro, o município de apenas 10 mil habitantes recebeu este nome em virtude das três quedas d'água - tombos - da cachoeira do Rio Carangola, que corta a cidade.
A primeira grande conquista do Tombense foi em 2014, quando se sagrou campeão brasileiro da Série D ao derrotar o Brasil de Pelotas-RS na série de cobranças de pênalti (4x2). No ano seguinte, já pela Série C, o Carcará se despediu ainda na primeira fase da competição, ocupando o sétimo lugar de seu grupo. Em 2016, conseguiu seu melhor resultado, figurando em quinto lugar e quase avançando à segunda fase do Brasileiro.
Este ano, sob o comando do técnico Raul Cabral, o Tombense fez, mais uma vez, uma boa campanha na primeira fase. Como o CSA, os números do Carcará como mandante são capazes de empolgar o torcedor. Dos nove jogos em casa, foram cinco vitórias e quatro empates no Estádio Antônio Guimarães de Almeida, perfazendo um aproveitamento de 70,37%.
Por isso, o Carcará espera novamente contar com o fator casa para derrotar o vice-campeão alagoano e viajar para Maceió com alguma vantagem, como afirma o goleiro Darley, uma das referências da equipe mineira.
- A gente sabe que o CSA tem uma torcida apaixonada. O jogo lá em Maceió será muito difícil para nós. Por isso, temos que fazer as coisas acontecerem aqui em Tombos. O Almeidão não pode ser apenas um estádio. Nós temos que transformá-lo em um caldeirão a nosso favor. Se entrarmos focados, sabendo o que a gente quer, com certeza tudo vai dar certo.
No entanto, mesmo com uma campanha positiva em casa, o Almeidão - com capacidade para apenas 3.050 torcedores - não tem atraído o público de Tombos. Prova disso é que o Tombense possui uma média de apenas 573 expectadores por jogo nesta edição da Série C. O maior público até aqui foi registrado na 17ª rodada, na vitória por 2 a 1 sobre o Botafogo-SP, quando 901 torcedores assistiram ao confronto.
Com uma folha salarial que gira em torno de R$ 250 mil, o Carcará manteve a base do time que jogou o Estadual deste ano para a disputa da 3ª Divisão. E o elenco reúne jogadores com certa rodagem no futebol do Nordeste, como o atacante Max, que, recentemente, destacou-se no América de Natal.
Outro velho conhecido é o meia Ewerton Maradona. Aos 35 anos, o ex-jogador do CRB é o responsável por comandar a criação de jogadas, ao lado do também meia Everton. Outros com passagem pelo futebol alagoano são os zagueiros Ednei (ex-CRB) e Samuel Teran (ex-CSA).
Tombense e CSA vão começar a medir forças na próxima segunda-feira (18), a partir das 20h45. Uma semana depois, no dia 25, as equipes voltarão a se enfrentar, desta vez às 20h30, no Estádio Rei Pelé, em Maceió - com o gol fora de casa "valendo por dois", conforme o regulamento semelhante ao da Copa do Brasil. O vencedor deste confronto avançará para as semifinais da Terceirona, garantindo vaga na Série B de 2018.
NM com Gazetaweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA