Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

sábado, 12 de agosto de 2017

CSA ganha do Remo por 2x0 e se mantém na liderança isolada do grupo A

FOTO: AILTON CRUZ
Superior do início ao fim, o CSA derrotou o Remo por 2x0 na tarde deste sábado e este resultado o encaminha para a segunda etapa do Campeonato Brasileiro da Série C. Esta vitória - a sétima - mantém o Azulão na liderança do grupo A, independente dos demais resultados da 14ª rodada.
Foi um gol em cada tempo. Lateral-esquerdo Rafinha abriu o placar e o meia Edinho deu números finais à partida, que foi realizada no Estádio Rei Pelé.
O CSA chega aos 27 pontos e o Remo estaciona nos 18. É quarto colocado, mas pode ser superado pelo Salgueiro, que recebe a visita do ASA e está com 17 pontos. E o Cuiabá, que neste domingo enfrenta o Fortaleza na capital cearense, está com 15 pontos e, portanto, pode se igualar ao Remo.
Na próxima rodada o CSA enfrenta o Confiança em Aracaju no sábado (19), às 17h. O Remo volta pra casa para no domingo (20) para enfrentar o Botafogo-PB.
Restam quatro rodadas para a fase classificatória ser encerrada e, portanto, 12 pontos ainda vão estar em disputa.
CSA 2x0 Remo
Veja os gols da vitória azulina no Rei Pelé!
Como foi
O CSA foi senhor da partida o tempo inteiro, até mesmo nos primeiros minutos do 2º tempo quando o adversário, já sofrendo derrota parcial, lançou-se mais ao ataque. O atacante Edinho, o destaque do jogo apesar de não ter feito gol, deu muito trabalha para a defesa do Remo, tanto que conseguiu que três marcadores recebessem cartão amarelo: Ilailson, Gerson e Bruno Costa. Além disso, mandou bola na trave aos 22 minutos do 2º tempo.
Michel domina no peito diante da marcação de zagueiro do Remo
FOTO: AILTON CRUZ

O Remo, envolvido por um CSA que mais uma vez teve dificuldades para concluir, particularmente na primeira etapa, só conseguiu criar o primeiro lance de ataque aos 16 minutos de jogo, quando conseguiu escanteio. Já o Azulão, com bola rolando, só teve primeiro bom momento após os 30 minutos em conclusão do meia Rosinei, mas para firme defesa do goleiro Vinícius.
Entretanto, o gol de abertura do placar foi com bola parada. Atacante Michel foi derrubado pelo volante João Paulo e o lateral-esquerdo Rafinha, encarregado da cobrança da falta, soltou a bomba. A bola ainda beijou a trave do Remo antes de entrar. Placar aberto no Trapichão aos 35 minutos.
Três minutos após o CSA voltou a balançar a rede adversária, só que agora não valeu. Mais uma falta, desta vez cobrada pelo meia Daniel Costa e o atacante Michel escorou para o zagueiro Thales empurrar para o fundo da rede. Porém, bandeira erguida indicou que atleta azulino estava impedido.
Antes de o intervalo começar o treinador do Remo, Léo Goiano, decidiu fazer a primeira trocar ao colocar Flamel em lugar de do lateral-direito Ismael, que recebeu cartão assim que a partida começou, aos 4 minutos.
Nos acréscimos do 1º tempo, aos 46 minutos, o atacante Michel assustou o arqueiro Vinícius, pois sua finalização fez a bola passar muito perto da meta do Remo.
Aliás, o goleiro Vinícius evitou um placar mais elástico contra o Remo, pois no 2º tempo, perdendo o jogo, seu treinador foi deixando a equipe paraense mais ofensiva com as alterações feitas.
Esta mudança tática deu espaço para o CSA contra-atacar, que antes de fazer o segundo gol teve duas grandes oportunidades com o atacante. Em uma delas acertou a trave do Remo. Foi aos 22 minutos. Três minutos após, cara a cara com Vinícius, não conseguiu tirar do alcance do goleiro paraense.
Jogador do Remo ajeita bola com a mão, sendo observado por Daniel Costa
FOTO: AILTON CRUZ

O segundo gol era questão de tempo. Mas ele demorou, pois só veio aos 39 minutos. Porém, minutos antes, mesmo com o time vencendo, torcida azulina reprovou a saída do meia Daniel Costa. Em seu lugar entrou Caíque, que quase fecha o placar em 3x0 não fosse outra grande defesa do arqueiro Vinícius já nos acréscimos (48 minutos).
O gol que deu números finais à partida por 2x0 foi com bola rolando e contou com a participação de Edinho, que ao perceber a penetração de Didira fez o centro para o meia acertar cabeceio que entrou no ângulo direito do Remo.
O Remo ainda tentou diminuir, mas em vão. O apito final veio aos 49 minutos - dois a mais de acréscimos em relação ao 1º tempo.
NM com Francisco Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário