Image Map
Image Map
Image Map

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

ASA tenta se apegar ao fator casa para se livrar da queda na Série C

O ASA segue lutando para deixar a última colocação no grupo A da Série C do Brasileiro, já se apegando ao fator casa para tentar se livrar do rebaixamento. É que, faltando quatro rodadas para o término da fase classificatória da Série C, o Gigante vai atuar três vezes no Estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca, buscando a reabilitação já na partida contra o Moto Club-MA, na tarde do próximo domingo.
Expulso contra o Salgueiro, volante Nata está fora do jogo contra o Moto 
FOTO: ASCOM DO ASASA
E o ASA vai para confrontos diretos com adversários que, como ele, estão na parte de baixo da tabela, a começar pelo Moto Club, 8º colocado, com 13 pontos; já no dia 27, será a vez de receber pega o Cuiabá, 7º colocado, com 16 pontos. No dia 1º de setembro, o Alvinegro vai encarar o Botafogo-PB, 6º colocado, com 17 pontos, enfrentando o Confiança, 9º colocado, com 13 pontos, no dia 9. 
O ASA é o último colocado (10º), com apenas 12 pontos em 14 jogos, podendo chegar aos 24 pontos se obtiver cem por cento de aproveitamento daqui em diante. Porém, o aproveitamento do Fantasma sob o comando do treinador Marcelo Vilar não é positivo: em nove partidas o Gigante só conseguiu uma vitória, contra o Botafogo-PB (2x1), ainda pela 8ª rodada, no dia 2 de julho, contabilizando cinco empates e três derrotas.
Diante do Moto Club, o meia Doda retorna ao time após cumprir suspensão pelo terceiro cartão amarelo recebido contra o Fortaleza. Porém, o desfalque da vez é o volante Nata, expulso diante do Salgueiro, no sábado passado. Ele entrou no 2º tempo da partida e ficou em campo só por seis minutos, recebendo dois cartões amarelos e, em seguida, o vermelho.
Apesar de frustrado por mais um resultado negativo, o meia Rafael Tavares disse  que ninguém pode desanimar:
- A maioria dos jogos que restam vai ser na nossa casa. Temos que nos apegar a isso para voltarmos a vencer e terminarmos o campeonato ao menos onde nós começamos, que foi na Série C.
NM com Francisco Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA