Image Map
Image Map
Image Map

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

ASA perde de virada para o Cuiabá e aumenta seu drama para permanecer na Série C

O fator mando de campo mais uma vez de nada serviu porque o ASA voltou a perder, atuando na tarde deste domingo no Estádio Coaracy da Mata Fonseca. Há uma semana o tropeço foi para o Moto Club (1x0). Agora, o Gigante foi derrotado pelo Cuiabá por 3x2.
O ASA, que abriu o placar com Juninho, ainda marcou com Leandro Kível. Já o Cuiabá, que confirmou a virada na última bola do jogo, assinalou com Bruno Sávio, Pereira e Daniel Amorim.
Restando apenas duas rodadas para ser encerrada a fase classificatória, esta derrota deixa o ASA em situação dramática na Série C do Campeonato Brasileiro, pois fica estacionado na última colocação do grupo A, com 12 pontos, e vê agora sua distância para sair do Z2 aumentar para cinco pontos.
Neste momento, piores que o ASA apenas o Moto Club e o Botafogo-PB. E é com este adversário, na próxima sexta-feira, às 21h, em João Pessoa, que o Gigante vai atuar.
Para tentar escapar do rebaixamento para a Série D em 2018, ao ASA agora só resta ganhar do Bota-PB e do Confiança, adversário este na última rodada, em Arapiraca. Além disso, precisa torcer para que Moto Club e Bota-PB, que estão com 17 pontos, não vençam mais seus jogos.
Quanto ao Cuiabá, a vitória nesta tarde o eleva para a quinta posição, com 22 pontos e, portanto, passa agora a sonhar com a classificação para a segunda etapa do Campeonato Brasileiro. O Dourado tem a mesma pontuação que o Remo e até saldo de gol, mas a equipe do Pará está no quarto posto pelo número de vitórias, que é o primeiro critério para o desempate.
ASA começa bem
Como era de se esperar, o ASA, que não pôde contar com o atacante Jhulliam, porque nos treinos finais sentiu desconforto muscular, começou pressionado e aos 16 minutos abriu o placar com o armador Juninho. Jogada partiu da esquerda, com Leandro Kível servindo a Jefferson Kanu e este fez o centro para a área adversária, achando Juninho, que de cabeça tocou no canto direito da meta defendida pelo goleiro Douglas Dias.
O Cuiabá, que sentiu o golpe, basicamente só criou chances na etapa inicial usando o recurso da bola. Enquanto isso, Juninho teve um outro bom momento aos 30 minutos. Só que desta vez o goleiro Douglas Dias levou a melhor.
ASA cansa e sofre a virada no 2º tempo
No intervalo, o Cuiabá, comandado nesta partida pelo auxiliar Júlio Sérgio porque o treinador Moacir Júnior cumpriu suspensão, fez uma mexida que iria alterar o panorama da partida ao colocar o meia Dakson no lugar de Alê.
Assim que a etapa complementar começou a equipe do Mato Grosso adiantou suas linhas e aos 10 minutos chegou ao empate. Dakson fez a cobrança, atacante Bruno Sávio recebeu livre na área do ASA para igualar o marcador: 1x1.
Sofrendo resultado que não interessava para o seu time, o treinador Marcelo Vilar começou a mexer no ASA. Mas suas substituições não deram certo porque o time alvinegro foi entrando em desespero, além do cansaço começar a tomar contra de alguns jogadores do Gigante.
Daí, o que já estava ruim piorou aos 35 minutos com a virada do Cuiabá. Meia Dakson fez boa jogada e deixou Pereira livre para estufar a rede do goleiro Carlão.
A essa altura desarticulado em campo, o ASA quase sofreu mais um aos 42, quando o Bruno Sávio, após boa jogada individual, finalizou para ver a bola passar muito perto da trave do Gigante.
Um minuto após o armador Bileu deu ?ajudinha? ao ASA ao cometer pênalti em Juninho quando este estava de costas para o gol. Aos 45 o artilheiro Leandro Kível empatou para o ASA.
Cinco minutos foram dados de acréscimos pelo árbitro Salim Fende Chavez-SP. Tempo que poderia o ASA reunir forçar para sair de campo vitorioso. Porém, o castigo veio aos 49 minutos através de falta na área cometida pelo zagueiro André Lima no atacante Bruno Sávio. E um minuto após, também de pênalti, o Cuiabá fechou o placar em cobrança do atacante Daniel Amorim. Foi este o último lance da partida realizada na tarde deste domingo em Arapiraca (AL).
NM com Francisco Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA