Image Map
Image Map
Image Map

sábado, 1 de julho de 2017

CRB faz 1x0, vence o Náutico e assume a 5ª colocação na Série B

FOTO: ALDO CARNEIRO/PERNAMBUCO PRESS
Embalado, o CRB voltou a campo na noite desta sexta-feira (30), no complemento da 11ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, para encarar o lanterna Náutico, na Arena Pernambuco. E o time do técnico Dado Cavalcanti deu nova demonstração, desta vez fora de casa, de que pode, sim, brigar na parte de cima da tabela. 

Veja como foi a partida em Tempo Real!

Com um golaço do atacante Zé Carlos, o Galo fez o bastante para vencer com o placar mínimo (1x0), somar mais uma vitória - a 3ª consecutiva - e assumir, ao menos provisoriamente, a 5ª posição, com 16 pontos, à frente do América-MG - que ainda entra em campo neste sábado - pelo número de vitórias. 

Náutico 0x1 CRB
Confira os melhores momentos da partida!

Agora, o Galo já começa a voltar suas atenções para o próximo desafio pelo Brasileiro, preparando-se para encarar o Boa Esporte - o duelo em Varginha-MG, porém, só vai acontecer no dia 08 de julho. Já o Timbu, que se afunda na lanterna, vai tentar a reabilitação já na noite da terça-feira (04), contra o ABC, em Natal.

Mudança de última hora

O Galo entrou em campo com uma baixa em relação à partida que iniciou o jogo contra o Paysandu, no Rei Pelé. É que o lateral-direito Marcos Martins, com uma virose, foi vetado de última hora pelo departamento médico. Com isso, o técnico Dado Cavalcanti resolveu improvisar, escalando o volante Adriano na lateral e mantendo Edson Ratinho no setor de meio-campo.

Torcida regatiana fez a festa com vitória na Arena Pernambuco
FOTO: CORTESIA AO GAZETAWEB

E o CRB tentou imprimir seu ritmo logo de início, mas foi o Timbu quem primeiro chegou com perigo, aos oito minutos, quando o atacante Vinícius aproveitou cruzamento da direita e cabeceou bonito no canto esquerdo de Edson Kölln, mas o goleiro regatiano se esticou todo para fazer defesa de pagar ingresso.

Porém, não demorou muito e o Galo respondeu à altura, em duas oportunidades. Numa delas, aos 20, o atacante Zé Carlos pegou sobra de bola na entrada da área e soltou uma bomba, de primeira, obrigando o goleiro Tiago Cardoso a fazer grande defesa no canto direito.

O time visitante marcava em cima e concentrava suas investidas pela direita, mas tinha dificuldade no último passe, enquanto o Náutico, pressionado, custava a concluir em gol. Contudo, aos 42, quase abriu o placar em boa jogada pela esquerda, com Geovanni chutando forte para mais uma boa defesa do goleiro regatiano.

"Pintura" de Zé Carlos

Os times voltaram sem alterações para o segundo tempo, com o Náutico balançando a rede logo aos dois minutos, após belo chute do atacante Erick, mas o árbitro, acertadamente, anulou o gol ao consultar o assistente e confirmar o impedimento. Como quem não faz, leva, foi o Galo quem abriu o marcador, já aos 23, quando Neto Baiano já havia substituído Erick Salles. 

E foi dos pés de Baiano - antigo carrasco do Timbu - que teve início a jogada do único gol da partida, depois de o atacante trombar com os zagueiros e a bola sobrar para Zé Carlos, que venceu a marcação na velocidade e tocou, com muita categoria, na saída do goleiro, fazendo a festa da torcida regatiana presente na arena: 1x0.

Em vantagem, o Galo tratou de administrar o resultado, seguindo com o jogo sob controle, até que Dado resolveu trocar Zé Carlos pelo meia Elvis, aos 31 minutos. Pouco depois, aos 39, foi Audálio - também improvisado - quem entrou no lugar de Adriano. 

A torcida visitante já pedia o fim do jogo quando o árbitro deu sete minutos de acréscimo. E no afã de chegar ao empate, o Náutico acabou cedendo espaço para o contragolpe. Foi assim que o Galo quase marcou o segundo, aos 51 minutos, quando Neto Baiano tabelou com Elvis e chutou forte da entrada da área, mas Tiago Cardoso fez mais uma grande defesa, no último lance de efeito da partida.

NM com Bruno Soriano

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA