Image Map
Image Map
Image Map

domingo, 4 de junho de 2017

Foi dramático, mas CSA vence Moto e continua na ponta da tabela

FOTO: AÍLTON CRUZ/
Com um time bastante mexido em relação aos últimos jogos, o CSA conseguiu uma dramática vitória no reencontro com a sua torcida, jogando na tarde deste domingo no Estádio Rei Pelé.
É que o placar de 2x1 sobre o Moto Club só veio nos acréscimos. O autor do gol salvador foi do lateral-direito Dick. O atacante Vanger abriu o placar, ainda no 1º tempo, e o também atacante Rafamar descontou para o rubro-negro maranhense de pênalti.
A difícil vitória faz o CSA retomar a liderança do grupo A do Campeonato Brasileiro da Série C por ter mais gols marcados - sete contra seis - que o Fortaleza. Soma agora 9 pontos enquanto que o Moto Club estaciona em sétimo lugar, com 3.
Agora o CSA volta a sair para enfrentar o Remo, sábado (dia 10), às 19h30. Mais cedo, às 16h, o Moto Club se reencontrará com a sua torcida diante do Botafogo-PB.
Como foi
Sem o volante Everton Heleno, que deixou o clube, o CSA também não contou com o meia Daniel Costa, contundido. Para compensar, de saída o treinador Ney da Matta promoveu cinco novidades no Azulão: Raul, Vanger, Boquita, Maxuell e Francisco Alex. Além destes, estrearam no 2º tempo Gustavinho e Dick, este o autor do gol salvador para o time do Mutange.
Por ter sido muito mexido, o CSA não teve uma boa exibição na volta ao Trapichão após dois jogos fora. Principalmente, a equipe azulina sentiu dificuldade na transição da defesa para o ataque, tanto que em muitas vezes fez ligação direta. Já o Moto Club montou uma marcação com uma linha de cinco e outra de quatro jogadores. A aposta era se aproveitar de erros do Azulão para pontuar em Maceió.
E quem primeiro assustou na partida foi exatamente o Moto Club. Armador Vitinho percebeu o goleiro Mota adiantado e soltou a bomba para arqueiro azulino pular e espalmar para escanteio. Este lance foi aos 5 minutos.
Com o adversário bloqueado, o CSA não encontrava facilidade. Mas aos 17 minutos, em jogada de lateral, Raul, que substituiu Rafinha, roubou a bola do também lateral Bebeto e tocou para o meia Francisco Alex. Este levantou a cabeça e fez o centro para a área do Moto. Atacante Vanger, que acompanhava o lance, entrou em diagonal e de cabeça superou o goleiro Márcio Arantes, que foi um dos principais destaques do jogo.
Apesar da vantagem no placar, o CSA seguiu errando passes, sem falar que o lado esquerdo não tinha o mesmo desempenho da direita, em que pese o primeiro gol do jogo ter começado por aquele setor.

Rafamar festeja o empate para a sua equipe
FOTO: AÍLTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS

























Após absorver o gol sofrido, o Moto Club foi pra cima e acabou premiado minutos antes de começar o intervalo. Aos 43 minutos o meia Valber invadiu a área azulina entre os zagueiros Leandro Souza e Thales e caiu no choque com um dos marcadores. Pênalti marcado pelo árbitro Bruno Rezende Silva e um minuto após empatou com o atacante Rafamar. Detalhe que o arqueiro Mota ainda tocou na bola, mas sem conseguir que ela entrasse em sua meta.
Na volta para o 2º tempo o CSA se apresentou modificado, com Gustavinho em lugar de Maxuel. Esta mexida, apesar de dar "sangue novo" para o ataque azulino, fez com que o Azulão caísse mais ainda de rendimento porque Ney Matta deslocou Vanger para a esquerda, acabando as tabelas que deram certo pela direita na primeira fase da partida.
A situação só não ficou mais crítica para o Azulão porque os jogadores do Moto também passaram a errar muitos passes. O técnico azulino corrigiu as coisas para o CSA quando aos 13 minutos colocou Marcos Antônio em campo, em lugar de Francisco Alex.
O Moto Club era sempre perigoso quando principalmente o meia Valber estava de posse da bola. E o treinador Leston Júnior chegou a ousar quando próximo aos 30 minutos avançou mais ainda seu time ao trocar o volante Vitinho pelo atacante Toni Galego. Na verdade, todas as suas substituições tiveram o propósito de deixar seu time mais próximo da área azulina.
O CSA, demonstrando desentrosamento de algumas peças, quando voltava a criar situação de gol parava nas mãos do goleiro Márcio Arantes, com arrojadas defesas.
A partida seguida indefinida e foram dados seis minutos de acréscimos devido as muitas paralisações na etapa complementar. Aos 48 minutos Marcos Antônio fez boa jogada individual e tocou para Gustavinho, mas a defesa do Moto Club fez o corte quando ia para a finalização. Um minuto após Marcos Antônio recuperou uma bola, tocou para Raul e este fez o centro para o cabeceio para o chão do lateral-direito Dick, fazendo o gol do desafogo e que recoloca o CSA na liderança do grupo A da Série C 2017.

NM com Francisco Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA