Image Map
Image Map
Image Map

domingo, 25 de junho de 2017

ASA empata com Cuiabá e finalmente deixa o Z2 do grupo A da série C

O ASA novamente empatou. Porém, desta vez o placar de 1x1 com o Cuiabá, na tarde deste domingo, na Arena Pantanal, teve sabor de vitória porque o time arapiraquense conseguiu enfim sair da zona da degola no grupo A do Campeonato Brasileiro da Série C.
Os gols da partida foram assinalados por Doda, para o ASA, e Bruno Sávio, para o Cuiabá. Ambas equipes estão com 6 pontos, respectivamente na 7ª e 8ª colocação. É que ASA e Cuiabá foram beneficiados pelas derrotas do Moto Club e Salgueiro, ambos com 5 pontos e agora os novos integrantes do Z2 desta chave.
Após duas partidas fora - a anterior foi contra o Moto Club -, o ASA volta para Arapiraca, onde no próximo domingo, dia 2 de julho, às 16h, vai receber a visita do Botafogo-PB. O Cuiabá segue em casa para na mesma data, às 19h, enfrentar o Moto Club.
Como foi
Com os dois times sofrendo jejum de vitórias, o Cuiabá, até pelo fato de atuar em casa, lançou-se ao ataque. Mas o ASA surpreendeu e na primeira vez que atacou com eficiência balançou a rede adversária. Jogada saiu da esquerda, goleiro Henal não conseguiu defender e apareceu o meia Doda, como elemento surpresa, para tocar para o fundo da rede, aos 7 minutos.
O Cuiabá logo absorveu o gol sofrido, pois aos 13 e aos 16 minutos criou boas chances com o atacante Robinho. Na primeira ele recebe passe do lateral-esquerdo Rafael Estevam e ao finalizar a bola passou muito perto da meta alvinegra; e na segunda ele acertou uma bicicleta e bola passou muito perto do ângulo esquerdo da meta do ASA.
Aos 20 minutos o Cuiabá foi premiado com um lance que gerou muito reclamação por parte dos jogadores do ASA. Em mais uma falta assinalada pelo árbitro Douglas Marques das Flores, time do Cuiabá bateu rápido, pegando a defesa adversária desprevenida, e veio a finalização com êxito do atacante Bruno Sávio. A bola entrou no canto esquerdo do goleiro Carlão. Jogadores do Gigante  afirmam que a falta foi cobrada sem autorização. Adiante o ASA tentou usar do mesmo expediente, mas a arbitragem sempre anulou a jogada.
O ASA teve uma grande oportunidade para ir para o intervalo em vantagem, quando aos 39 minutos o atacante Leandro Kível recebeu passe do meia Doda, soltou a bomba e acertou o travessão da meta defendida pelo arqueiro Henal. Já para o treinador Marcelo Vilar o 1º tempo também foi marcado por uma substituição por motivo de contusão: zagueiro Mauro Viana deixou o campo lesionado, aos 35 minutos, para dar lugar a André Lima.
O 2º tempo ficou mais pegado e isso foi refletido nos cartões apresentados pelo árbitro Douglas Marques. Foram cinco, a partir dos 14 minutos, e sobrou até para Nata, que voltou a campo após longo período em tratamento. Volante do ASA entrou em campo aos 28 minutos da etapa complementar, em lugar de Leanderson, que já estava "amarelado", e foi advertido aos 35 por impedir faltosamente contra-ataque do Cuiabá.
Se no 1º tempo Marcelo Vilar foi forçado a substituir, por causa da contusão em Mauro Viana, no 2º tempo o técnico do ASA promoveu a estreia do lateral-esquerdo Thiaguinho. Atuou por 11 minutos, em lugar do meio Djalma.
E a exemplo da fase inicial, o melhor momento de gol no fim da partida também coube ao ASA e dos pés do atacante Leandro Kível, que aos 43 minutos, entre dois marcadores e na área do Cuiabá, finalizou para o goleiro Henal espalmar para escanteio.
Este foi o último bom momento da partida, que teve quatro minutos de acréscimos nos dois tempos.
NM com Francisco Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJA SOLIDÁRIO