Image Map
Image Map
Image Map

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Árbitro de Video: ANAF avalia sistema utilizado na final do Pernambucano

Presidente da ANAF e técnico português responsável pelos equipamentos
e a equipe de arbitragem

A CBF noticiou que o futebol brasileiro teve a sua primeira finalíssima com o Árbitro de Vídeo (AV), nesta quarta-feira (28), no Estádio Cornélio de Barros, em Salgueiro (PE). O time da casa recebeu o Sport, que venceu por 1 a 0 e conquistou o Campeonato Pernambucano. A CBF promoveu a estreia da tecnologia na arbitragem em parceria com a Federação Pernambucana de Futebol (FPF).
A ANAF acompanhou este dia histórico para a arbitragem mundial. A entidade avalia que o sistema é um avanço mas ainda precisa de estudos mais aprofundados, para aprimorar o funcionamento e evitar polêmicas como a gerada na referida partida. Todavia, a ANAF reconhece o esforço e o pioneirismo e parabeniza a CBF e a FPF pela iniciativa que coloca o futebol brasileiro na vanguarda mundial.
Vídeo
Assista ao video documentário produzido pela Assessoria de Imprensa da ANAF, que retrata o funcionamento da tecnologia do Árbitro de Video e reune depoimentos de pessoas ligadas a arbitragem que participaram deste momento.
Entrevista
Antes do início da partida, o diretor de Arbitragem da CBF, Sergio Corrêa, concedeu uma entrevista ao site da ANAF, que pode ser ouvida abaixo:
O jogo
Segundo a CBF, assim como aconteceu no primeiro jogo da decisão, quando as equipes empataram em 1 a 1, na Ilha do Retiro, o recurso eletrônico ajudou o árbitro principal do jogo a visualizar as imagens e confirmar a marcação, inicialmente, indicada. Aos 24 minutos do 2º tempo, o Salgueiro cobrou escanteio na ponta esquerda. A bola chegou à pequena área e balançou a rede. Porém, o assistente Emerson Augusto Carvalho (FIFA-SP) levantou a bandeira, indicando que a bola fez a volta por fora do campo, antes do desenrolar na jogada na área. O árbitro principal Wilton Pereira Sampaio (FIFA-GO) seguiu a marcação e o gol não foi validado.
A CBF informa ainda que na cabine do Árbitro de Vídeo, Péricles Bassols (CBF-PE) começou a conferir os replays. Uma imagem ampliada com o zoom eletrônico da microcâmera dentro do gol dava a impressão de bola fora, mas ele concluiu que o lance era duvidoso. Seguindo o protocolo aprovado pelo International Football Association Board (IFAB), Bassols recomendou que Wilton revisse as imagens no monitor colocado ao lado do campo. Sampaio checou e avaliou que a marcação inicial deveria ser mantida. O jogo seguiu e o tiro de meta foi cobrado.
Fotos

Salmo Valentim, e taça e bola oficial da decisão
Quinteto de arbitragem e capitães para a foto oficial
TEXTO, FOTOS E VIDEO: Júlio Cancellier

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA