Image Map
Image Map
Image Map

sábado, 13 de maio de 2017

CSA e ASA voltam a se enfrentar no Brasileiro após quase 16 anos

FOTO: ASCOM CSA

A primeira rodada da Série C reserva logo de cara o clássico alagoano entre CSA e ASA. Os dois fizeram uma das semifinais do estadual e voltam a se enfrentar por Campeonato Brasileiro depois de quase 16 anos. O último duelo foi em 2001, também pela Terceira Divisão. A partida será neste domingo, às 16h, no Estádio Rei Pelé.

Em 2001, ASA e CSA estavam no mesmo grupo da Série C, ao lado de Corinthians-AL, Itabaiana-SE, Confiança-SE e Central-PE. O primeiro encontro entre Azulão e Alvinegro foi na segunda rodada, em Arapiraca. Vitória do time azulino por 3 a 1, gols de Eliseu e Cristiano Alagoano, duas vezes. Cristiano descontou para o time da casa. Na oitava rodada, foi a vez do Alvinegro ganhar. No Estádio Gustavo Paiva, hoje o CT do Azulão, o time de Arapiraca venceu por 2 a 0, com Nélio e Morgado fazendo os gols da vitória.

Nessa época, o CSA tinha jovens jogadores surgindo, como os meias Geninho e Cleiton Xavier e os atacantes Alexsandro e Cristiano Alagoano. Um dos experientes da equipe era o meia Lino, ídolo da torcida azulina. Nessa campanha, os times do estado foram eliminados ainda na fase de grupos.
FOTO: AILTON CRUZ
Os dois rivais também se enfrentaram pelas séries A e B. Em 1980, na última rodada da primeira fase da Segundona, o duelo terminou com vitória alvinegra por 2 a 1, em Maceió. Apesar da derrota, o CSA se recuperou e terminou o Campeonato Brasileiro como segundo colocado, sendo vice para o Londrina-PR. Um ano antes, em 1979, pela Primeira Divisão, os dois também estavam no mesmo grupo. O Azulão ganhou por 2 a 1.

Nesta temporada, eles fizeram três clássicos. Uma vitória para cada lado e um empate. Pelo hexagonal, o ASA venceu por 1 a 0 e quebrou a série invicta do CSA. Na semifinal, o jogo de ida, realizado em Maceió, terminou empatado por 1 a 1. No confronto de volta, o Azulão derrotou Alvinegro por 2 a 1 e avançou para a decisão do Alagoano.

NM com Augusto Oliveira 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA