Image Map
Image Map
Image Map

terça-feira, 2 de maio de 2017

Brasil fará uso inédito do árbitro de vídeo neste final de semana em Pernambuco

Será um dia histórico para o esporte mais popular do mundo. Após mais de um ano trabalhando no projeto a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e a Federação Pernambucana de Futebol (FPF) vão colocar em prática essa nova ferramenta – O Árbitro de Vídeo –. A operação, inédita, no sistema on line, posto que os testes anteriormente realizados no Brasil se processaram no sistema off line, ou seja, sem a comunicação entre a cabine e o campo de jogo, nos permitirá, agora, pela primeira vez a comunicação aberta entre o Árbitro de Vídeo, na cabine, e o árbitro principal, em campo.
O projeto é 100% brasileiro desenvolvido e testado pela Comissão de Arbitragem da CBF e a Escola Nacional de Arbitragem de Futebol (ENAF) tendo tido a melhor receptividade na FIFA. No nosso projeto o árbitro de vídeo não atua em todas as dúvidas que possam surgir em campo. As informações são passadas ao árbitro principal, apenas em lances capitais, especialmente, em quatro situações:

- Foi gol / Não foi gol
- Foi pênalti / Não foi pênalti
- Cartão vermelho direto indevido
- Identificação errada do jogador punido
O jogo Sport x Salgueiro em comento, consistirá no maior e mais importante experimento prático dessa nova tecnologia pelo International Football Association Board (IFAB), órgão máximo da arbitragem no futebol mundial.
A filosofia do projeto não é interferir em 100% dos lances duvidosos, pois isso mudaria o ritmo e anularia emoções essenciais do jogo. O lema é “mínima interferência, máximo benefício”, com atuação da tecnologia em lances que possam mudar, diretamente, o resultado de um confronto. A finalidade do árbitro de vídeo não é trabalhar a questão (a decisão em si), mas sim: qual a decisão do árbitro está correta? Sua função primordial é se perguntar: qual a decisão está, claramente, errada?
A CBF, FPF, A Comissão Nacional de Arbitragem e a Escola Nacional de Arbitragem de Futebol (ENAF) se sentem felizes e realizadas com o progresso do projeto no Brasil, em especial nos últimos 12 meses, conforme afirmou o secretário-geral do IFAB, Lukas Brud.
O sistema de aplicação do árbitro de vídeo seguirá o protocolo aprovado pelo IFAB (clique aqui para ver os detalhes). A entidade está orientando os experimentos com (AV) em competições locais de 14 países: Alemanha, Austrália, Bélgica, Brasil, Coréia do Sul, Estados Unidos, França, Holanda, Itália, Polônia, Portugal, Qatar, República Tcheca e Turquia. A FIFA também está testando esse nível de tecnologia este ano para o uso na Copa do Mundo Rússia 2018.
A universidade KU Leuven, da Bélgica, vem produzindo um banco de dados para analisar os experimentos do árbitro de vídeo. O IFAB espera tomar a decisão final sobre o uso do AV no futebol durante seu seminário anual, no primeiro trimestre de 2018.
Ao final, cabe registrar a visão, ousadia e determinação da Federação Pernambucana e Futebol (FPF) – em ter sido a primeira entidade dirigente do desporto da América Latina a requerer sua habilitação em outubro de 2015 para o uso da tecnologia de Árbitro de Vídeo em Pernambuco, o que, finalmente, se realizará no Estádio emblemático da Ilha do Retido, palco da Copa do Mundo de 1950. 
NM com site da FPF

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA