Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

domingo, 23 de abril de 2017

CSA vence o ASA por 2x1 e vai para mais uma final do Campeonato Alagoano

O CSA reverteu a vantagem que era do ASA porque esta tarde, em pleno Estádio Coaracy da Mata Fonseca, venceu por 2x1. Este placar, após empate por 1x1 no meio da semana, classifica o Azulão para as finais do Campeonato Alagoano e pelo terceiro ano consecutivo vai enfrentar o seu maior rival.
Os gols da partida foram assinalados por Rafinha e Didira, para o CSA; e Tiago Souza, para o ASA. O Gigante ainda desperdiçou pênalti no 2º tempo, com o artilheiro Leandro Kível.
O jogo foi ainda marcado por duas expulsões: Mazinho (ASA) e Thiago Potiguar (CSA), no 2º tempo.
Como foi
O jogo começou com o mesmo script da partida anterior: CSA abriu o placar no início da partida. Aos 4 minutos o meia-atacante Thiago Potiguar girou sobre o zagueiro Montoya e sofreu falta, cobrada pelo lateral-esquerdo Rafinha dois minutos após. A execução foi da intermediária, ultrapassou a barreira do ASA e entrou à meia altura, canto direito. Goleiro Luís Cetin ainda foi nela, mas não conseguiu espalmar.
A vantagem já aos 6 minutos fez o CSA recua e atrair o ASA para o seu campo para explorar os contra-ataques. Mas os atacantes azulinos voltaram a ter participação discreta, enquanto que a defesa zulina foi segurando a pressão alvinegra, particularmente o goleiro Mota.
O ASA teve a chance de empatar aos 40 minutos, numa cabeçada do zagueiro Montoya através de falta e que Mota deu um tapa para cima do seu travessão. Três minutos após o treinador Oliveira Canindé foi forçado a fazer a primeira substituição porque o zagueiro Thales, sentindo bastante o tornozelo direito em consequência de disputa de bola com o armador Juninho, teve que sair para a entrada de Leandro Souza.
No 2º tempo, o primeiro bom momento foi do ASA, aos 9 minutos. O atacante Jean Carlos passou por adversário e já próximo à linha de fundo deu voltando para Leandro Kível, que soltou a bomba e o goleiro Mota praticou outra grande defesa ao espalmar ainda para a sua área. Na conclusão final, linha de fundo.
Mas o CSA acabou ampliando o placar. Só que antes disso os dois times ficaram reduzidos porque aos 19 minutos o árbitro Rodolfo Toski Marques expulsou o volante Mazinho, do ASA, e o meia-atacante Thiago Potiguar, do CSA. O primeiro cometu falta no segundo e recebeu o amarelo, mas ficou reclamando e levou o vermelho. Thiago Potiguar revidou as provocações recebidas e também foi mais cedo para o chuveiro.
O segundo gol marujo veio aos 28 minutos. Contra-ataque foi puxado pelo volante Everton Heleno, que deu passe para Rayro e rolou para Didira tocar para o fundo do gol já dentro da grande área adversária.
No reinício da partida o goleiro Mota cometeu pênalti no atacante Jefferson Baiano. O também atacante Leandro Kível foi para a cobrança, tocou rasteiro no canto direito, rasteiro, e o arqueiro Mota foi buscar, espalmando para escanteio.
A chance desperdiçada abateu o ASA, que no entanto não teve outra saída a não ser se atirar ao ataque e, daí, o CSA, nos contragolpes, teve chances de chegar ao terceiro gol. A chance mais gritante foi aos 45, quando o atacante Cleyton avançou da intermediária, tendo à frente apenas o goleiro adversário, invadiu a área do ASA, mas ao invés de concluir em gol decidiu dar passe para Dawhan, que errou em cima do goleiro Luís Cetin.
Um minuto após o ASA diminuiu para incendiar a partida nos instantes finais, já que a etapa complementar teve cinco minutos de acréscimos. Atacante Jean Carlos avançou pela direita e tocou para a área azulina. O também atacante Tiago Souza limpou na frente de zagueiro para diminuir em conclusão já na pequena área maruja.
E o ASA pôde igualar o placar, que lhe daria a classificação para as finais do Estadual 2017, aos 48 minutos. Falta na meia-lua, cometida por Cleyton. Zagueiro Eron foi para a cobrança, mas a bola esbarrou na barreira e o máximo que conseguiu foi ganhar escanteio, agora novamente defendido pela defesa azulina.
Dois minutos após veio o apito final. O ASA caiu em casa e o CSA volta para Maceió com mais uma classificação na sua bagagem.
Confira os melhores momentos do confronto CSA e ASA:

Confira os melhores momentos do jogo CSA x ASA
Vídeo: WPA SPORTS
NM com Francisco Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário