Image Map
Image Map
Image Map

domingo, 30 de abril de 2017

CRB vence a primeira partida da final contra o CSA e sai à frente na decisão

FOTO: AILTON CRUZ
A primeira partida da grande final do Campeonato Alagoano, entre CRB e CSA, terminou com vitória da equipe alvirrubra por 1x0, em duelo na tarde deste domingo (30), no Estádio Rei Pelé. O único gol da partida foi marcado pelo atacante Neto Baiano, aos 45 minutos do primeiro tempo. 
Com o resultado, no segundo e decisivo jogo, domingo que vem, no mesmo Trapichão, a equipe regatiana terá a vantagem do empate para se sagrar tricampeã. Já o time do Mutange precisará vencer por mais de um gol de diferença para garantir o título. Caso devolva o placar de 1x0, a decisão seguirá para a prorrogação, com o campeão de 2017 podendo ser conhecido na disputa por pênaltis.
Para a segunda partida - com mando de campo do Azulão e presença apenas do torcedor azulino -, o técnico Léo Condé, do CRB, não poderá contar com o lateral Marcos Martins e o zagueiro Flávio Boaventura, que receberem o terceiro cartão amarelo e terão de cumprir suspensão. 
Já pelo CSA, Oliveira Canindé não terá o volante Everton Heleno, pelo mesmo motivo. Em compensação, terá os retornos do meia Thiago Potiguar e do goleiro Mota.
CRB 1x0 CSA
Neto Baiano marca gol da vitória regatiana no 1º jogo da decisão do Estadual 2017
O jogo
Maílson domina bola no peito, seguido de perto pelo lateral Rafinha
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS


















O primeiro tempo da partida foi bastante equilibrado, sem chances claras de gol para ambas equipes. Prova disso é que os goleiros praticamente não foram exigidos. É bem verdade que o CSA, mas a equipe alvirrubra logo equilibrou as ações. 
Porém, os arquirrivais se respeitavam em excesso. E como não criavam o bastante, errando muitos passes, o jogo, de intermediária em intermediária, ficou pobre em emoção.
Porém, quando todos já aguardavam o intervalo, um vacilo da zaga azulina, já aos 45 minutos, custou caro para o time "visitante". Depois de tiro de meta cobrado por Juliano, o atacante Neto Baiano apareceu sozinho, nas costas da zaga, e esticou a perna para tocar na saída do goleiro Jeferson, marcando o primeiro gol da partida: 1x0. 
Segundo tempo
Presente em grande número, torcedor regatiano fez a festa no Rei Pelé
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS


















No segundo tempo, o Azulão voltou mais disposto a marcar, em busca do empate. E o técnico Oliveira Canindé fez uma alteração ainda no vestiário, colocando Jeam no lugar do também atacante Cleyton, que pouco fez. Não demorou muito e, aos oito minutos, o CSA fez mais uma alteração, colocando Jacó no lugar de Vanger.
Já aos 12 veio a melhor chance da partida. Everton Heleno cruzou na grande área e Jacó se jogou na bola, vendo a redonda passar perto do gol do goleiro Juliano. 
Pouco depois, o técnico Léo Condé resolveu processar a primeira mudança do Galo, colocando Emaxwell no lugar de Maílson, também atacante. A meta, com a substituição, era conferir mais força ofensiva ao CRB, que se limitava ao contragolpe.
Everton Heleno afasta o perigo após cobrança de escanteio
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS


















O CSA, por sua vez, só voltou a levar perigo à meta adversária aos 23, em cobrança de falta do meia Daniel Costa, que tirou da barreira, obrigando o goleiro do CRB a fazer boa defesa no cantinho esquerdo. Já aos 27 minutos, foi a vez de Canindé fazer sua última alteração, tirando Daniel Costa para a entrada de Rayro. 
O CRB também realizou mais uma mudança, trocando o autor do gol da partida, aos 30 minutos, pelo também atacante Elias. E a última alteração do Galo aconteceu pouco depois, aos 42 minutos, quando Danilo Pires entrou no lugar de Chico.
Flávio Boaventura tomou o 3º cartão amarelo e vai cumprir suspensão
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS


















Mesmo precisando marcar, o CSA não conseguiu progredir com as peças que entraram no decorrer da segunda etapa. Prova disso é que o último lance de perigo no jogo foi do CRB, já aos 39, quando Elias cruzou na área e Chico, sozinho, chutou de primeira, vendo a bola passar raspando o poste direito de Jeferson.
O Azulão ainda partiu para cima já na base da vontade, mas já não havia tempo para nenhuma reação, com o Galo administrando o bom resultado até o apito final.
Meias Chico e Didira disputam bola em lance do primeiro tempo
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS

Nas costas de Douglas Marques, Neto Baiano se antecipa ao goleiro Jeferson e marca o único gol do jogo
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS
  nm com Marcio chagas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJA SOLIDÁRIO