Image Map
Image Map
Image Map

sexta-feira, 17 de março de 2017

ASA e Paraná ficam no zero e deixam para resolver a parada em Curitiba

Foto: Ailton Cruz
Jogo de estratégia, cheio de cuidados. O ASA se soltou mais, criou chances, mas não passou pela marcação do Paraná. O Tricolor apostou na sua qualidade defensiva, fechou espaços e deixou Arapiraca com um empate sem gols nesta quinta-feira, pela terceira fase da Copa do Brasil. Quis resolver tudo no dia 6 de abril, em Curitiba, na Vila Capanema. 
O resultado deixa aberta a disputa do mata-mata. Se empatou em casa, o time alagoano também não sofreu gols. Assim, qualquer empate que não seja outro 0 a 0 dá a vaga ao Alvinegro. O Paraná tem a vantagem de definir a parada em casa, com a força da torcida. Se o placar desse primeiro jogo se repetir, a decisão vai para os pênaltis.

O Paraná não arriscou no início do jogo. Ficou esperando para saber qual era a música do ASA. Nos primeiros minutos, equilíbrio. Aos poucos, o time alagoano foi se soltando e assustou o goleiro Léo com finalizações de Doda, aos 17, e Leandro Kível, aos 19. Que cobrança de falta
O Tricolor respondeu num contra-ataque puxado por Gabriel Dias, que chutou com violência e obrigou Luís Cetin a fazer boa defesa. Aos 39 minutos, a melhor chance da etapa inicial. Airton bateu falta com muito veneno e o goleiro Léo fechou a gaveta, salvando o Paraná. Antes do fim do primeiro tempo, o lateral Igor, do Tricolor, se machucou e foi substituído por Kaike.
ASA x Paraná, em Arapiraca  (Foto: Ailton Cruz / Gazeta de Alagoas)Muitas chances na etapa final (Foto: Ailton Cruz / Gazeta de Alagoas)

Mais chances
A partida ficou mais agitada na etapa final. Aos 12 minutos, Leandro Kível bateu de longe e Léo fez ótima defesa. O Tricolor não estava achando ruim o empate e só avançava na boa. Chegou com perigo aos 19, numa bola parada. Zezinho bateu falta e Eduardo Bock cabeceou pra fora.

Aos 28 minutos, Eron, do Alvinegro, bateu cruzado e a bola atravessou a área tricolor. Ninguém aproveitou. Depois, Kível cabeceou muito perto do gol, aos 39, e, três minutos depois, Nathan respondeu, chutando cruzado. Deu um susto no goleiro do ASA.
NM com Globoesporte.com/al

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJA SOLIDÁRIO