Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

CSA pretende concluir renovações de contrato ainda este mês

Resultado de imagem para rafael tenorio raimundo tavares
Com a temporada já encerrada para o CSA, alguns dos destaques do elenco azulino deste ano já acertaram sua permanência no clube em 2017. E o superintendente de futebol do Azulão, Fabiano Melo, confirmou, nesta quarta-feira (05), em entrevista à Rádio Gazeta, que o vice-campeão da Série D segue a renovar com aqueles que despertam o interesse da comissão técnica.

Fabiano Melo também adiantou que a pré-temporada do Azulão, que vai começar no dia 1º de dezembro, pode não acontecer no CT Gustavo Paiva, no Mutange, havendo a possibilidade de os treinamentos ocorrerem fora da capital porque o centro de treinamento vai passar por melhorias, de modo que as obras podem atrapalhar a preparação dos atletas.

Os jogadores que até aqui renovaram contrato foram Panda, Marcos Antônio (volante), Denilson, Rafinha, Rayro (laterais), Leandro Souza (zagueiro) e Kelvin (meia). Por outro lado, não vão seguir no Azulão os atletas João Paulo, Pantera (goleiros), Camutanga (zagueiro), Manoel Chuva, Elizeu (volantes), Jefferson Maranhense, Kattê e Tiago Chulapa (atacantes).

Goleiro Jeferson

Já o goleiro Jeferson, ausente das finais da Série D por causa de lesão no músculo adutor da perna esquerda, tem contrato até o próximo dia 18 e é mais um que deve seguir no clube. Ídolo da torcida azulina, o arqueiro disse que, apesar da perda de dois títulos, a temporada 2016 deve ser encarada como positiva porque deu ao CSA um calendário mais amplo para 2017. O arqueiro marujo falou de seu trabalho de recuperação, da temporada recém-encerrada e da que vem pela frente:

- Já estou no período de fortalecimento muscular. Vamos aguardar o que a diretoria tem para oferecer porque creio que estamos fazendo história no clube. Conheço o peso desta camisa e já experimentei os dois lados, da tristeza e da alegria. O trabalho foi feito e os frutos desta vez vieram. O principal objetivo do CSA, que era o acesso, foi conquistado. Claro que queríamos o título, já que chegamos à final, mas, infelizmente, faltou a consagração.

Para o jogador, a diretoria, agora, deve se preocupar em fazer um time até mais competitivo que o desta temporada para obter outras conquistas. Para ele, este ano de 2016 foi o de afirmação do Azulão, após anos de sofrimento.

- Na minha visão, o CSA se reergueu porque não foi só o acesso para a Série C, mas também para a Copa do Nordeste e Copa do Brasil de 2017. Creio que o planejamento para a próxima temporada vai mirar títulos, já que o clube está, inclusive, na mídia nacional.

NM com Francisco Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário