Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

CRB perde de virada para o Atlético-GO e desperdiça chance de voltar ao G4

Não foi desta vez que o CRB reencontrou o caminho das vitórias diante de seu torcedor. Na noite desta terça-feira (04), no Rei Pelé, o Galo voltou a campo para encarar o Atlético-GO, precisando vencer para tentar uma vaga de volta no G4 da Série B. O time da casa fez um primeiro tempo regular e abriu o marcador aos 38, mas acabou cedendo a virada no segundo tempo, estacionando nos 43 pontos e perdendo valiosa posição.
Com o resultado de 2x1 para o novo líder do Brasileiro, o Galo caiu para o 9º lugar, atrás do Criciúma-SC pelo saldo de gols (4x3), completando quatro partidas (sendo três derrotas e um empate) sem saber o que vencer no Trapichão - a última vitória foi contra o Oeste-SP, no dia 30 de agosto, quando o time alvirrubro fez 3x1. Agora, a distância para a zona de classificação é de cinco pontos.
CRB 1x2 Atlético-GO
Confira os gols da partida válida pela 29ª rodada da Série B 2016
E a equipe do técnico Mazola Júnior já começa a voltar suas atenções para mais um compromisso fora de casa, desta vez em Curitiba, onde, na noite deste sábado, vai encarar o Paraná, que, com apenas 33 pontos, tenta se ver livre da zona de rebaixamento. Para o duelo no Durival Britto, Mazola - que não deve poupar o elenco de novo puxão de orelha até o próximo final de semana - não terá nenhum desfalque por suspensão.
Wellinton Júnior foi uma das novidades na equipe titular do Galo
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS




















Adalberto abre o placar
O Galo entrou em campo com várias mudanças, a começar pelo comando técnico, já que Mazola Júnior, expulso por reclamação contra o Bragantino, não esteve à beira do gramado no Rei Pelé. 
Com isso, coube ao auxiliar, João Brigatti, escalar uma equipe muito diferente no setor defensivo, com Diego de volta à lateral e a dupla Jussani/Boa Ventura no banco de reservas - Adalberto e Gabriel (que não atuava desde o Alagoano) iniciaram a partida. Por fim, no setor de ataque, Wellinton Júnior voltou a jogar com Zé Carlos.
Adalberto cabeceia no canto do goleiro para abrir o marcador
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS




















E quando a bola rolou, o torcedor regatiano viu, de início, uma disputa equilibrada. A primeira boa chance foi do Atlético, aos 5 minutos, quando o alagoano Júnior Viçosa (ex-ASA) dominou bola pela esquerda e, no cochilo da zaga regatiana, chutou forte de fora da área, obrigando Juliano a fazer boa defesa.
O Galo respondeu à altura somente aos 27, em cruzamento da esquerda para Zé Carlos, que não conseguiu o domínio. A zaga afastou parcialmente e Wellinton ficou com a sobra, chutando rasteiro e vendo a redonda passar perto do poste esquerdo do goleiro Klever.
Zagueiro regatiano comemora o gol junto a companheiros de time
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS




















O Atlético ainda teve boa chance em cabeceio do zagueiro Marllon, mas foi o CRB quem abriu o marcador, aos 38 minutos, após Magrão quase marcar de fora da área. O próprio Magrão foi para cobrança de escanteio e mandou na cabeça de Adalberto. O zagueirão foi no segundo andar e testou no canto direito do goleiro, sem chance de defesa: 1x0.
Virada atleticana
Júnior Viçosa cabeceia no canto esquerdo de Juliano...
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS




















O Galo voltou com a mesma pegada, criando boas chances. Uma delas surgiu aos cinco minutos, quando Magrão foi acionado pelo meio e chutou de primeira, buscando o ângulo superior direito do goleiro Klever. A bola passou raspando o travessão.
O time da casa seguiu em cima para confirmar a vitória com um segundo gol. O jogo ficou aberto e, aos 17, Brigatti trocou Luidy por Roger Gaúcho, que cometeu falta desnecessária logo em seu primeiro lance. Luiz Fernando foi para a cobrança e cruzou na segunda trave, onde Júnior Viçosa, nas costas da zaga, cabeceou à queima roupa, deixando tudo igual, aos 19 minutos: 1x1.
...e sai para comemorar provocando a torcida alvirrubra
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS




















Já  aos 27, foi a vez de Zé Carlos sair para a entrada de Neto Baiano. Sete minutos depois, Wellinton Júnior deu lugar a Assisinho, e o Galo partiu para o tudo ou nada. Aos 39, teve a chance do jogo com Gerson Magrão, que recebeu grande passe de Galdezani e soltou uma bomba, mas Klever saltou no canto esquerdo para fazer grande defesa, espalmando para escanteio.
Como quem não faz, leva, o Atlético chegou à virada aos 44, em novo lance de bola parada. Cobrança de falta pela direita e, na desatenção da zaga regatiana, o zagueiro Ricardo Silva subiu livre de marcação e testou para garantir a vitória atleticana no Trapichão: 2x1.
Zagueiro sobe mais alto que todo mun
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS

Nenhum comentário:

Postar um comentário