Image Map
Image Map
Image Map

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

CBF não vê erro e sugere arquivamento de denúncia contra o meia Didira

O São Bento já havia tentado e não obteve êxito. Agora o Ituano seguiu o mesmo caminho porque o Departamento de Registro da CBF não detectou nenhuma irregularidade na inscrição do meia Didira, pelo CSA, para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série D. Com isso, está assegurado o acesso do clube do Mutange, que assim vai mesmo disputar a Série C do Campeonato Brasileiro na próxima temporada. O Azulão recebeu a confirmação no fim da tarde desta terça-feira.

Relembrando o caso

O Ituano, que foi eliminado pelo CSA nas quartas de final da Série D, acionou o seu departamento jurídico para questionar suposta irregularidade envolvendo o jogador azulino Didira. A alegação é a de que o meio-campista teria sido transferido mais de duas vezes durante a temporada 2016.

Para tomar a vaga do CSA, o clube paulista se baseou no artigo 38 do novo regulamento geral de registros, que fala que o atleta não pode ser emprestado três vezes no mesmo ano. Só que o regulamento geral das competições nacionais, em seu artigo 44, determina que um atleta de futebol não poderá ser emprestado no mesmo exercício para três clubes diferentes.

Detalhe que este ano o meia Didira só defendeu o CSA e o ABC. Além disso, competições estaduais e regionais não são levadas em conta.

Nessa segunda-feira, o empresário e dirigente João Feijó já havia tranquilizado a torcida azulina. Agora o CSA aguarda apenas o desfecho favorável por parte do STJD.

Quanto a Didira, vai seguir no Azulão. O jogador renovou contrato com o CSA, por mais um ano, no último fim de semana.
NM com Francisco Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário