Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

ASA se supera e passa de pretenso rebaixado para candidato ao acesso

Resultado de imagem para asa jogando
O ASA já iniciou sua preparação para o desafio diante do Guarani-SP, no próximo dia 1º de outubro, pelo primeiro duelo das quartas de final do Campeonato Brasileiro da Série C. E para quem iniciou a disputa como candidato ao rebaixamento, o Fantasma, com uma campanha de recuperação, ignorou a crise financeira e deu grande passo rumo à Série B de 2017, visto que os confrontos diante do Bugre definirão o acesso.
Após acertar a trave nesta mesma fase da Série C no ano passado, o ASA viveu altos e baixos nesta temporada. No primeiro semestre, o time de Arapiraca deixou a lista de favoritos ao título do Alagoano ao se despedir da competição ainda na fase hexagonal, frustrando o torcedor alvinegro.
A crise financeira que quase ameaçou a participação do ASA na Série C não era um bom prenúncio. O time chegou a ter quatro treinadores diferentes em apenas dois meses. Após a demissão de Vica, Betinho foi contratado, mas abandonou o clube em menos de 30 dias. Com isso, o Fantasma apostou suas fichas em Jaelson Marcelino (ex-Coruripe), que foi demitido após desentendimento com a direção do clube. Por fim, foi a vez de Paulo Foiani, que segue no posto, chegar para "apagar o incêndio".
Sob muita desconfiança, a equipe foi provando, dentro de campo, que poderia, com um elenco "regional", surpreender até o mais reticente torcedor alvinegro. Com muitos atletas da casa, somados a jogadores de clubes como o Santa Rita, de Boca da Mata, o ASA reencontrou o caminho das vitórias, contando também com a experiência de veteranos como o volante Ramalho, além da categoria do artilheiro Reinaldo Alagoano.
Incomodando os favoritos, o ASA figurou no G4 do grupo A durante boa parte da primeira fase. Brigando ponto a ponto com times teoricamente mais fortes tecnicamente, o Alvinegro deixou para trás fortes fortes candidatos ao acesso, como o Remo-PA, com quem disputou diretamente a quarta vaga da chave.
Com seis vitórias, sete empates e cinco derrotas, o ASA encerrou a fase de grupos com 26 pontos, marcando 16 gols e sofrendo 15. E mesmo com o pior desempenho entre os oito classificados, o representante alagoano garantiu sua vaga fase eliminatória e segue com totais condições de ir ainda mais longe competição.
Já o adversário alvinegro na decisão por uma vaga na Série B é dono da melhor campanha geral da terceira divisão. O Guarani terminou a primeira fase com 38 pontos conquistados - marcou 26 gols e sofreu apenas 11 - e vai para o primeiro duelo de 180 minutos disposto a despachar o Gigante, tentando abrir vantagem já no duelo no Estádio Coaracy da Mata Fonseca. Porém, no que depender da motivação alvinegra, o Bugre não terá vida fácil em Arapiraca.
NM com Fillipe Lima 

Nenhum comentário:

Postar um comentário