Image Map
Image Map
Image Map

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Medalhista olímpico Maurício Borges diz que precisou sair de AL para jogar



Em Alagoas, Maurício Borges diz que "ficha aos poucos vai caindo"
FOTO: DIVULGAÇÃO
O jogador alagoano de vôlei e medalhista olímpico de ouro, Maurício Borges, participou, nesta sexta-feira (26), no Palácio República dos Palmares, da solenidade de entrega de medalhas aos alunos da rede pública que venceram os jogos estudantis 2016. Na ocasião, o campeão olímpico disse que precisou sair do estado para conseguir jogar profissionalmente, ressaltando que o incentivo ao esporte em Alagoas é bem maior atualmente. 
"Eu estou muito feliz de poder participar dessa premiação e está vindo com uma medalha olímpica. Acho que isso é muito importante para essas crianças que estão crescendo em meio à prática do esporte. Na minha época, eu tive que sair daqui para poder jogar profissionalmente. Fui pra Belo Horizonte para almejar uma carreira profissional. Hoje vejo que o esporte é uma coisa maior em Alagoas. O voleibol, por exemplo, já cresceu bastante", pontua o atleta da Seleção Brasileira de Vôlei. 
Maurício conta que fica em Maceió até o dia 11 de setembro, quando terá que voltar para a Turquia, onde atua profissionalmente. Antes disso, na próxima segunda-feira (29), ele aguarda a chegada da filha Valentina, que nascerá na capital alagoana. 
"O que eu sinto hoje não tem explicação, é um sonho que eu tô vivendo. Aos pouquinhos a ficha ainda tá caindo. Minha filha nasce na segunda-feira e no dia 11 eu já volto para a Turquia para continuar o campeonato por lá", destacou.

Atleta participou da entrega de medalhas aos vencedores do Jeal
FOTO: CLÁUDIO ALBUQUERQUE/CORTESIA
















Durante entrevista, o atleta olímpico falou sobre a importância dos jogos estudantis para a juventude e revelou que chegou a ser campeão do Jeal na época em que estudava no Colégio Batista. "Quando você é atleta, tem o sonho de ser campeão olímpico. Esse ouro veio em uma hora importante para o nosso país. A mensagem que eu deixo para essas crianças e adolescentes é que elas corram atrás dos sonhos e nunca desistam. Corra atrás e nunca deixe que ninguém fale que você não vai conseguir", disse Maurício, destacando o orgulho que sente de ser alagoano. 
"Eu fico muito feliz de sempre poder jogar lá fora e representar o meu estado, o meu país. Sempre falei que sou alagoano e saio com a bandeira em fotos, pois faço questão. Acho importante também que o atleta seja reconhecido dentro do seu estado", falou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA