Image Map
Image Map
Image Map

domingo, 12 de junho de 2016

Rio 2016 lança as medalhas oficiais dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos

Medalha dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 (Foto: Thierry Gozzer)Medalha de ouro dos Jogos Olímpicos Rio 2016 (Foto: Thierry Gozzer)
Acabou a curiosidade. Faltando 52 dias para o início da Olimpíada Rio, as medalhas de ouro, prata e bronze dos Jogos Olímpicos 2016 foram reveladas em cerimônia realizada na tarde desta terça-feira, na Arena do Futuro, casa do handebol no Parque Olímpico da Barra da Tijuca. O Comitê Organizador ainda revelou como será todo o procedimento das cerimônias de premiação dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos e também as medalhas da Paralimpíada.
O evento contou com a participação do presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, do presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB) e do Comitê Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman, do presidente do Comitê Paralímpico Brasilieor (CPB), Andrew Parsons, do ministro do esporte, Leonardo Picciani, e da presidente da comissão de coordenação do COI para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, Nawal El Moutawakel. Ex-atletas, entre eles a medalhista de prata em Atlanta 1996 e bronze em Sydney 2000, Janeth, do basquete, estiveram presentes.
Crianças de escolas públicas e de projetos sociais do Rio de Janeiro foram convidadas pela organização e tomaram parte das arquibancadas da Arena do Futuro. Mário Andrada, do CoRio, chamou essas crianças de "o futuro olímpico" durante a abertura do evento na Arena do Futuro.
Pela primeira vez na história dos Jogos a natureza aparece no pódio olímpico e paralímpico, para contemplação dos atletas. Cada medalhista também receberá uma escultura da logomarca Rio 2016. Nos Jogos Paralímpicos eles serão presenteados com uma versão única do mascote Tom, com cabelos em três cores. O figurino dos responsáveis por entregar a medalhas, tratado como "tradicional, popular e descolado" é assinado pela estilista carioca Andreia Marques.
Em 1896, nos primeiros Jogos da Era Moderna, em Atenas, os vencedores eram coroados com uma oliveira e recebiam uma medalha de prata. Em 1904, em St Louis, pela primeira vez foram concedidas medalhas de ouro, prata e bronze para o primeiro, segundo e terceiro lugares. Desde 1928, as medalhas olímpicas são padronizadas. Em um dos versos havia uma deusa da vitória e do outro lado a identidade visual da Olimpíada em questão. Em Atenas 2004, o Comitê Olímpico Internacional (COI) aprovou pedido do Comitê Organizador Local para uma atualização na versão da deusa da vitória e do estádio olímpico. Em Roma 1960, os vencedores passaram a receber as medalhas nos pescoços. E nas edições subsequentes, fitas coloridas passaram a ser usadas.

Na edição anterior ao Rio 2016, a medalha olímpica trazia a deusa da vitória no centro da imagem, como se voasse em direção ao estádio olímpico Panathinaikos, acompanhada de uma inscrição da Olimpíada de Londres. Do outro lado, um emblema dos Jogos de 2012 ficava no centro. O projeto também tinha a fita colorida representando o Rio Tâmisa, Londres e riscos que representavam o esforço dos atletas olímpicos. A composição da medalha de ouro tinha 1,34% de ouro, 92,5% de prata e o restante de cobre e 85mm de diâmetro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário