Image Map
Image Map
Image Map

quarta-feira, 8 de junho de 2016

"Não vou vender este sonho", diz técnico do CRB sobre G4

O técnico regatiano Mazola Júnior, após a importante vitória desta terça sobre o Sampaio Corrêa-MA, no Rei Pelé, fez um discurso comedido quando perguntado sobre se o torcedor regatiano já poderia sonhar com a Série A do Campeonato Brasileiro, em 2017. Tudo porque, com os três pontos conquistados na sétima rodada - do total de 38 -, o Galo voltou a encostar no G4. Porém, para Mazola, o CRB merece a posição que ocupa, mas precisa se preocupar, primordialmente, em se manter na parte de cima da tabela de classificação.
"Não podemos criar expectativa por G4 neste momento da competição. Temos sete ou oito equipes com orçamento muito maior do que o nosso. E isso só aumentaria a cobrança por parte do torcedor. Não vou vender este sonho. É muito cedo para se falar nisso. Mas tudo está dentro do que planejamos, que é seguir nesta primeira parte da tabela", analisou o treinador regatiano.
Mazola também foi abordado, na coletiva de imprensa no Trapichão, sobre a marca alcançada no CRB, depois de completar um ano à frente do comando técnico. "Este ano, conseguimos cumprir todas as metas, e agradeço pela fidelidade e companheirismo do presidente e todos do clube. Estou muito orgulhoso em poder permanecer um ano em um grande time. Isso é muito importante para a minha carreira, mas quero mais. Ainda damos muitas oportunidades aos adversários. Não podemos aceitar tomar gol em todos os jogos. Não iremos a lugar algum desse jeito. Ainda temos muito a melhorar", emendou.
Ainda à imprensa, o técnico alvirrubro destacou que alguns de seus atletas já começam a sentir o desgaste da maratona de jogos, o que reforça a importância de se ter peças de reposição à altura. "Alguns jogadores já estão começando a sentir, e o torcedor precisa compreender que não é fácil. Isso ocorre a todos os clubes. É normal que uma equipe tenha uma perda tecnicamente de uma partida para a outra. Se, hoje, não jogamos bem, não faltou luta e entrega. E sabemos que este grupo vai dar resposta", avaliou.
Para Mazola, o lance do gol do Sampaio foi acidental. "Foi fruto de uma falha individual [do zagueiro Flávio Boa Ventura]. Está faltando comunicação, principalmente no setor defensivo. Ainda não conseguimos encontrar um líder para aquele setor desde a saída do Júlio César [goleiro reserva] e do Gabriel [zagueiro que se recupera de lesão]", disse o treinador, dando a entender que o time não pode seguir dependente "de um garoto de 19 anos [referindo-se a Luidy, que não esteve bem nesta terça] de um lado, e do Gérson Magrão [meia que também não produziu o bastante] do outro". 
"As chegadas do Wellington [Júnior] e do Assis [ambos atacantes] vão somar bastante à equipe. Também não podemos ficar dependendo de jogadores da base. Esperamos que, com estas peças, o grupo se fortaleça. Afinal, não está fácil contratar".
NM com Bruno Soriano

Nenhum comentário:

Postar um comentário