Image Map
Image Map
Image Map

terça-feira, 14 de junho de 2016

Memorial Rainha Marta é reaberto com projeto em andamento no Rei Pelé

Memorial Rainha Marta - Reabertura (Foto: Estéfane Padilha/GloboEsporte.com)Memorial ganha pinturas ilustrando a carreira de Marta (Foto: Estéfane Padilha/GloboEsporte.com)
O Memorial Rainha Marta foi inaugurado no dia 23 de dezembro de 2014 e ficou menos de um dia aberto, sendo desativado por quase um ano e meio. Nesta segunda-feira, uma reabertura inesperada. Em dois meses de trabalho, a Secretaria do Esporte, Lazer e Juventude (Selaj) desenvolveu um projeto que foi apresentado ao público esta tarde. De início, pouco mudou. A área externa do espaço, localizado no Estádio Rei Pelé, ganhou pinturas que fazem referência à cidade-natal da jogadora alagoana, Dois Riachos, assim como à sua jornada no futebol. Também foi instalado um campinho interativo, voltado ao público infantil. 
O projeto do memorial ainda está em andamento, o que foi entregue é apenas a primeira de três etapas planejadas. A ideia é usar a tecnologia para tornar o espaço interativo. Secretária de Esporte, Lazer e Juventude, Cláudia Petuba explicou que antecipou o processo antes da finalização para começar a atrair os visitantes a conhecerem e acompanharem o desenvolvimento do local.
Memorial Rainha Marta - Reabertura (Foto: Estéfane Padilha/GloboEsporte.com)Espaço lúdico foi montado do lado de fora para atrair o público infantil (Foto: Estéfane Padilha/GloboEsporte.com)
Memorial Rainha Marta - Reabertura (Foto: Estéfane Padilha/GloboEsporte.com)Crianças foram para a reabertura e aproveitaram atividades recreativas (Foto: Estéfane Padilha/GloboEsporte.com)







- O memorial foi uma das intervenções que aconteceram no Estádio Rei Pelé pensando em ele ser Centro de Treinamento para a seleção, e nós estávamos com essa obra paralisada. Ela passou menos de 24 horas aberta porque estava pendente a finalização. Teve a inauguração, mas não teve estrutura para disponibilizar esse espaço para a sociedade. Achamos que seria importante, mesmo que não estivesse 100% concluída, mostrar que a visitação já está disponível, porque já havia um tempo longo que estava parado. 
Memorial Rainha Marta - Reabertura (Foto: Estéfane Padilha/GloboEsporte.com)Camisa do Vasco, por onde a atacante passou, está exposta (Foto: Estéfane Padilha/GloboEsporte.com)
O acervo em exposição é pequeno e simples, com algumas camisas e fotos na vitrine. Um outro espaço interno foi dedicado ao futebol, em geral, com objetos que viram bola nas peladas de rua, como tampinhas de refrigerante. Curador do projeto atual, o cenógrafo Marco Antônio de Campos detalhou algumas das etapas futuras e disse que espera concluir nos próximos três meses. 
- Na segunda etapa, estamos aguardando a autorização da Fifa para ter cópias dos prêmios dela. A gente deve levar mais dois ou três meses para ter o acervo todo. Também haverá camisas dos times e revistas. A terceira etapa é a digitalização de tudo. Vamos ter tablets aqui para que quando as pessoas entrem esteja tudo automatizado. Ela [voz da jogadora] vai dizer “bem-vindos ao Memorial Rainha Marta”, vai ter áudio-descrição e luzes acendendo nas prateleiras. Por enquanto, fizemos só alegoriaa. 
A grande novidade foi o painel externo, que será trocado a cada dois anos, em média. A primeira artista a expor foi Synara Holanda. Ela ressaltou a importância da escolha por uma mulher para representar as conquistas de uma personalidade também feminina, e de tamanha importância como é a Rainha Marta.
Memorial Rainha Marta - Reabertura (Foto: Estéfane Padilha/GloboEsporte.com)Dentro do Memorial, o visitante também vê pinturas externas (Foto: Estéfane Padilha/GloboEsporte.com)
- Eu pintei o espaço por sete longos dias e noites (risos). Foi um processo prazeroso, mas um pouco cansativo, mas foi muito bom poder participar desse momento, e foi melhor ainda por ser uma mulher, porque temos força e temos que nos empoderar, nos inspirando em pessoas como ela - destacou. 
Expectativa
Memorial Rainha Marta foi construído dentro do Estádio Rei Pelé (Foto: Denison Roma / GloboEsporte.com)Espaço estava desativado desde 2014 (Foto: Denison Roma / GloboEsporte.com)

Convidado especial, o historiador e escritor Lauthenay Perdigão comemorou a reativação e idealização do Memorial. Também no Estádio Rei Pelé, ele é o responsável pelo Museu dos Esportes, que leva o nome de outro grande alagoano: Edvaldo Alves Santa Rosa, o Dida, ídolo do Flamengo. Ele diz que a conclusão do memorial é importante para homenagear a atleta e também satisfazer os alagoanos e visitantes de outros lugares. 
- É uma coisa boa, a gente fica feliz. No museu tem uma maquete do memorial e as pessoas quando vão perguntam onde fica, querem ver a história da Marta, aí eu dizia que estava desativado e elas ficavam tristes. Ela merece ter esse memorial, é muito famosa, fez coisas boas, tem carisma. 
NM com Estefane Padilha
Marta Brasil x Canadá (Foto: AP)Marta conquistou recentemente o posto de maior artilheira do Brasil (Foto: AP)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA