Image Map
Image Map
Image Map

quarta-feira, 1 de junho de 2016

Após polêmica, diretoria do CSA decide não cobrar ingresso de sócios-torcedores

Após a polêmica envolvendo a diretoria do CSA e os sócios-torcedores do clube, o presidente Rafael Tenório decidiu manter o amistoso do Azulão contra o Murici, marcado para o próximo sábado (4), no Estádio Rei Pelé, e não mais cobrar ingressos dos associados do Azulão.
Por motivos financeiros, a diretoria azulina havia decidido que os sócios teriam que comprar ingressos para o amistoso, com a possibilidade de levar uma mulher como acompanhante, mas a decisão logo foi alvo de protestos pela torcida do CSA nas redes sociais.
O presidente Rafael Tenório chegou a cogitar o cancelamento da partida, mas a diretoria azulina decidiu voltar atrás e definiu que os sócios-torcedores não mais irão pagar pelos ingressos.
"Não queremos causar nenhum tipo de transtorno aos nossos torcedores, e vamos dar um jeito para que os sócios não precisem pagar ingresso no amistoso do próximo sábado", disse Rafael.
O presidente azulino ainda falou que cerca de 800 sócios-torcedores deixaram de pagar suas mensalidades desde o término do Estadual. Com isso, a diretoria do CSA tem passado por dificuldades para honrar com as despesas mensais do clube. Isso se agrava porque o time não tem jogado, fazendo com que o time do Mutange deixe de arrecadar com a renda das bilheterias.
"A torcida precisa entender que nós precisamos honrar com nossos compromissos. O time não tem jogado, e os salários dos jogadores e outras despesas continuam. Por esta razão, cobrávamos o valor do ingresso para que o torcedor contribua com o clube", destacou Rafael.


O CSA encara o Murici, no próximo sábado, às 16 horas, no Estádio Rei Pelé. Os valores dos ingressos são: R$ 20 para a arquibancada alta e R$ 50 para as cadeiras. Sócios-torcedores "Marujo Prata" e "Marujo Ouro" terão acesso gratuito ao estádio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA