Image Map
Image Map
Image Map

domingo, 8 de maio de 2016

CRB volta a vencer CSA e confirma o bicampeonato alagoano: 1x0

Elenco do time bicampeão alagoano posou para foto antes da partida
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS


















O Estádio Rei Pelé recebeu, na tarde deste domingo (8) de Dia das Mães, mais uma final de Campeonato Alagoano entre CSA e CRB. Os dois maiores times do estado fizeram o último e decisivo. Em campo, a vitória regatiana por 1 a 0 garantiu o bicampeonato ao Galo, que conquistou o seu 28º título. Neto Baiano, que havia marcado o segundo gol da primeira partida, acabou fazendo o gol da vitória alvirrubra neste domingo.
Jogando com apoio de sua torcida, o CSA tinha sobre suas costas o peso de ter perdido a primeira partida da final por 2 a 0, além do jejum de oito anos sem levantar a taça. Após a boa campanha na primeira fase e no hexagonal, o time do Mutange chegou motivado à decisão, apesar do início em desvantagem.
Jogadores do CRB celebram a conquista de mais um título
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS


















Por outro lado, o time do CRB, que foi criticado durante boa parte do campeonato, devido à irregularidade presente em várias exibições do Galo, acabou jogando a pressão para o rival após conquistar uma boa vantagem no primeiro jogo da decisão.
Desfalcado do volante Panda e do lateral-esquerdo Rafinha, dois dos principais jogadores da campanha azulina, o CSA entrou em campo muito modificado, com Hudson e Bruno Santa Rosa escolhidos como os substitutos. 
Presidente regatiano Marcos Barbosa ergue a taça de campeão
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS


















Além disso, o atacante Rafael Oliveira acabou se machucando ainda no primeiro tempo do jogo, dando lugar a David Denner. Outro jogador que não entrou 100% foi o meio-campo Jean Cléber, que não treinou durante a semana e era dúvida para a partida. 
E o técnico Mazola Júnior também teve problemas para escalar o time bicampeão alagoano. Dakson, que tomou o terceiro cartão amarelo no primeiro jogo, cumpriu suspensão automática e desfalcou a equipe, com Marcos Aurélio - que viria a ser substituído na segunda etapa - compondo o setor de meio-campo. 
Porém, o Galo foi fiel à proposta de jogo que lhe bastava para levantar o troféu de campeão e, ao final da partida que teve dois jogadores expulsos - um para cada lado -, ainda marcou com o carrasco Neto Baiano, que entrou no lugar de Maranhão para fazer a alegria do torcedor alvirrubro.
Jogadores regatianos fizeram a tradicional volta olímpica no Rei Pelé
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS


















jogo
Precisando do resultado, o CSA partiu para o ataque logo no início. O CRB, por sua vez, fechava-se para tentar a resposta em um contra-ataque. E apesar do Azulão ter o domínio das ações, a primeira real chance de gol foi do Galo, quando o atacante Lúcio Maranhão foi lançado em velocidade pela esquerda e deu um passe açucarado para o meia Marcos Aurélio, que finalizou na trave esquerda de Jeferson.
Provocação ao rival teve início logo quando o árbitro encerrou disputa
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS

Jogadores comemoraram o título com grande festa junto à torcida
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS

Atletas aproveitaram para provocar o rival durante comemoração
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS



















































CSA, que seguia com mais volume de jogo, apesar de não conseguir avançar pelas laterais do campo, respondeu à altura somente aos 39 minutos, quando Choco arriscou de fora da área para uma linda defesa de Juliano. No rebote, Luis Soares finalizou de dentro da área com um carrinho, para mais um "milagre" do goleiro regatiano.
Soares voltou a ter dificuldade para superar a forte marcação do CRB
FOTO: AÍLTON CRUZ / GAZETA DE ALAGOAS


















No retorno das equipes para o segundo tempo, o jogo seguiu o mesmo, mas com o time do Mutange um pouco melhor. Cleyton entrou no lugar de Hudson, e o time ficou mais ofensivo na segunda etapa. Aos 18 minutos, Luis Soares recebeu pela direita e finalizou rasteiro, mas o goleiro Juliano fez mais uma defesa importante. Aos 19, foi a vez de Bismarck - que substituiu Didira - lançou para Cleyton, que tirou do goleiro Juliano, mas viu a bola acertar a rede pelo lado de fora. 
Goleiro regatiano Juliano foi o grande nome da partida
FOTO: AÍLTON CRUZ / GAZETA DE ALAGOAS


















Azulão ainda teve mais uma boa chance em cabaceio de Denner, mas para fora. E como quem não faz, leva, o CSA acabou novamente punido no final golpe final. Já nos acréscimos, aos 46 minutos, Olívio puxou contra-ataque e passou para Luiz Fernando, que achou Neto Baiano na pequena área. O atacante bateu de primeira e venceu o goleiro Jefferson, abrindo o placar e sacramentando o título do CRB.
Goleiro Juliano salvou o Galo no chute de Luis Soares
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS

Marcos Aurélio acertou a trave de Jeferson em lance no primeiro tempo
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS


































Veja o gol marcado por Neto Baiano:

CRB vence o CSA e fatura o bicampeonato alagoano
Neto Baiano fez o gol que sacramentou o título regatiano

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA