Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

domingo, 1 de maio de 2016

CRB vence o CSA, quebra jejum de vitórias e sai na frente em decisão do Estadual

CRB e CSA fizeram o primeiro jogo da final do Campeonato Alagoano na tarde deste domingo (1), no Estádio Rei Pelé. A partida teve mando de campo do Galo, e o time alvirrubro venceu a partida por 2 a 0. Os gols marcados por Diego e Lúcio Maranhão, ambos no segundo tempo, quebraram a invencibilidade do Azulão sobre o maior rival, em 2016. Este resultado dá ao alvirrubro a condição de jogar pelo empate, podendo também perder por até 1 gol de diferença, no próximo domingo (8), para se sagrar bicampeão.
Sem o titular Gabriel (zagueiro) e o reserva Matheus Galdezani (volante), ambos suspensos, o técnico regatiano Mazola Júnior optou por Audálio na defesa. Já a trinca de volantes, com Olívio, Somália e Rivaldo, funcionou bem, e o Galo conseguiu neutralizar as investidas do rival, apesar dos sustos na primeira etapa.
O técnico Oliveira Canindé, por sua vez, ainda não pode contar com o volante Panda, que ainda se recupera de lesão. Com isso, o treinador azulino voltou a improvisar o meia Didira na contenção. João Paulo Penha, Cleyton e Luís Soares - que voltou ao time titular após cumprir suspensão - foram os responsáveis pela criação do time do Mutange.
Esquema do técnico Mazola Júnior neutralizou o volante Jean Cléber
FOTO: AÍLTON CRUZ / GAZETA DE ALAGOAS


















Contudo, o esquema adotado por Canindé, que funcionou nas semifinais contra o Murici, acabou não surtindo efeito contra o CRB. A falta de mais um volante para dar cobertura aio setor defensivo fez com que o CSA perdesse muitas disputas de bola na intermediária, o que acabou por resultar em nova derrota azulina, diante de um Galo cirúrgico, que soube aproveitar as chances criadas no tempo final.
O jogo
Atacante Rafael Oliveira é acompanhado de perto por Audálio
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS


















A partida começou fazendo jus à rivalidade do clássico. As equipes entraram em campo com os nervos a flor da pele. Prova é que o jogo teve um início com poucos lances de perigo, já que os times se estudavam, lance a lance, nos primeiros minutos de confronto. 
E a primeira jogada de efeito foi protagonizado pelo artilheiro azulino Luis Soares. Aos 14 minutos, o meia-atacante recebeu passe de Cleyton, mas pecou na finalização, e a bola passou à direita do gol de Juliano. 
Confusão no primeiro tempo refletiu o nervosismo dos rivais
FOTO: AÍLTON CRUZ / GAZETA DE ALAGOAS


















Sem o ímpeto de jogos anteriores, o CSA acabou abdicando de seu centroavante, Rafael Oliveira, que, em vários momentos, acabou saindo da área para buscar jogo fora dela, na tentativa de suprir a ausência dos meias, anulados frente à forte marcação regatiana. Numa das tentativas do time "visitante", o jogador chutou de fora da área, e a bola acertou a trave, assustando o goleiro Juliano.
Luidy foi um dos destaques do CRB no primeiro tempo de jogo
FOTO: AÍLTON CRUZ / GAZETA DE ALAGOAS


















Na volta para o segundo tempo, o jogo ganhou mais cara de decisão. O CSA voltou um pouco mais ofensivo, enquanto o CRB tentava se armar para tentar decidir no contra-ataque. Aos 2 minutos, em jogada ensaiada, Rafinha cruzou na cabeça de Leandro Souza, e a bola passou muito perto do poste esquerdo do goleiro regatiano. Aos 8, Luis Soares fintou Olívio e cruzou na área, mas Cleyton não conseguiu concluir com perfeição.
Diego abriu o placar na vitória regatiana sobre o CSA no Rei Pelé
FOTO: AÍLTON CRUZ / GAZETA DE ALAGOAS


















Como quem não faz, leva, o CRB abriu o placar aos 9 minuto, em contra-ataque puxado por Lúcio Maranhão. O atacante regatiano achou Diego, que, em jogada pela esquerdam, finalizou rasteiro no canto direito de Jefferson, abrindo o marcador no Rei Pelé: 1x0. 
O CSA sentiu o gol, e o time do Mutange, preso à marcação, não mais esboçou reação, enquanto o Galo seguiu a aproveitar as poucas chances criadas no segundo tempo. O técnico Mazola Júnior mexeu bem, com Dakson e Neto Baiano confirmando a vitória regatiana. 
Jogadores do CRB comemoram a importante vitória frente ao maior rival
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS

Didira voltou a jogar como volante e pouco produziu pelo CSA
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS



































Afinal, foi dos pés do meio-campista que saiu o segundo gol alvirrubro. Com uma precisa assistência para Baiano, o centroavante surgiu nas costas da zaga, em nova investida pela esquerda, e tocou com categoria, por cima de Jefferson: 2x0
E agora, como fica?
Com a vitória, o CRB pode perder por um gol de diferença no próximo domingo, no mesmo Rei Pelé, para ficar com o bicampeonato estadual. Já o CSA vai precisar vencer por três gols de vantagem. Em caso de vitória azulina por dois gols de diferença, o jogo irá para a prorrogação. E e se este resultado persistir, o campeão alagoano será definido na série de cobranças de pênalti.
Goleiro Juliano salta mais alto que todo mundo e faz importante defesa
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS

Neto Baiano corre em direção à torcida para comemorar o 2º gol do Galo
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS

Jogadores do CRB comemoram o gol do lateral Diego
FOTO: AILTON CRUZ/GA

Jeferson salta, mas não alcança a bola no chute do lateral Diego: 1x0
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS

Azulão precisa de uma vitória por 3 gols de diferença para levantar a taça
FOTO: AÍLTON CRUZ / GAZETA DE ALAGOAS


CRB 2x0 CSA
Galo larga à frente na decisão do Campeonato Alagoano de 2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário