Image Map
Image Map
Image Map

domingo, 6 de março de 2016

Decisivo nas substituições do CSA, Canindé destaca: "Mérito dos atletas"

A vitória do CSA em cima do Coruripe, neste domingo, não foi fácil. No primeiro tempo da partida disputada no Estádio Rei Pelé, o Hulk soube segurar o setor de criação azulino e o placar terminou empatado, sem gols. Coube ao técnico Oliveira Canindé procurar alternativas para mudar a história do jogo.
No intervalo, ele tirou o meia Bismarck e o volante Panda, colocando em campo João Paulo Penha, na vaga de Bismarck, e Hudson na lateral-direita, deslocando Choco para o meio-campo. As mudanças deram uma nova mobilidade ao time, que partiu pra cima do Hulk e conseguiu chegar à vitória, sem tomar grandes sustos. 
Oliveira Canindé CSA (Foto: Viviane Leão/GloboEsporte.com)Oliveira Canindé destacou qualidade do elenco azulino (Foto: Viviane Leão/GloboEsporte.com)
Após mais um resultado positivo, o treinador analisou a partida e destacou a qualidade do elenco azulino.
- O primeiro tempo a gente teve um pouco de dificuldades, na movimentação, no passe, até mesmo na bola, que é uma bola nova, mas mesmo assim o empenho e a determinação do grupo fizeram com que nós conseguíssemos uma grande vitória, principalmente pelo que foi apresentado no segundo tempo. Eu acredito que as três mudanças foram decisivas, mas o mérito também é dos atletas, que entram, encaixam. A gente trabalha fazendo as variações possíveis para que quando chegar o jogo eles não tenham dificuldade. Em cima disso aí, o grupo tem se empenhado, tem trabalhado forte, tem dado a resposta que nós queremos, que a torcida espera, e sempre que os jogos terminam nós fiquemos felizes com aquilo que tem sido apresentado dentro de campo - salientou.
Ele também ressaltou que a primeira etapa sempre é mais complicada, precisando sempre fazer uma boa leitura para saber o rumo no tempo final. Para isso, ele afirmou que já havia trabalhado isso ao longo da semana.
- O primeiro tempo é sempre difícil de jogar, é sempre ranhento. É uma briga muita intensa por espaços, pouquíssimas são as oportunidades que aparecem. Já no segundo tempo é melhor. Eu fiz alguns treinos [durante a semana] colocando a equipe de baixo como se fosse o Coruripe e buscando alternativas de jogo e eu mal cheguei ao gol do Coruripe [lá no treino]. Daí no segundo tempo eu busquei outra formação e cheguei com mais frequência. E a formação era parecida com isso aí [que tivemos no jogo de hoje]. 
CSA x Coruripe, no Rei Pelé (Foto: Alton Cruz/Gazeta de Alagoas)Com presença maciça da torcida, CSA venceu o Coruripe, por 2 a 0, no Rei Pelé (Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas)

Oliveira Canindé também destacou as qualidades do time alviverde, forte candidato a conquistar uma vaga no hexagonal do Campeonato Alagoano e adversário direto do CSA na briga pela participação na Série D do Campeonato Brasileiro.
- O Coruripe é um grande time, muito bem treinado pelo Jaelson, não se acovardou e buscou o jogo, no segundo tempo também. A diferença é que nós aproveitamos com qualidade e com o banco. Quando um time que começa não resolve, quem está fora precisa resolver e mais uma vez isso funcionou hoje aqui no CSA - concluiu.
Com mais uma vitória, o CSA se mantém invicto no estadual e na liderança do Grupo A, agora com 22 pontos, quatro a mais que o ASA, segundo colocado. O próximo compromisso do Azulão será no domingo, às 16h. no Estádio Rei Pelé, contra o arquirrival CRB, no Clássico das Multidões.
NM com globoesporte.com/al

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA