Image Map
Image Map
Image Map

quinta-feira, 17 de março de 2016

Cauteloso, presidente do ASA afirma que custo impede arbitragem de fora

A arbitragem ainda é um assunto discutido no ASA. Após a derrota para o Coruripe por 2 a 1 na noite dessa quarta-feira, pela última rodada da fase de classificação do Alagoano, o presidente do clube, Bruno Euclides, concedeu uma entrevista coletiva e falou da possibilidade de contar com um árbitro de fora do estado para os jogos do Alvinegro na próxima fase, principalmente contra os times da capital. 
De forma cautelosa, o mandatário alvinegro evitou criticar a arbitragem local, reiterou o desejo de contar com árbitro FIFA em jogos do ASA, mas ressaltou que o alto valor e o momento financeiro do clube são os entraves para concretizar o desejo. 
- Existe uma discussão na direção da necessidade de trazer um árbitro FIFA ou não. Reitero que não desconfio nem coloco em xeque a integridade moral e profissional de nenhum árbitro de Alagoas, nem tampouco da região. Eu sinceramente acho que a pressão que existe na arbitragem para que não prejudique os times de Maceió é muito grande e inevitavelmente isso termina influenciando no rendimento dos árbitros lá. No ano passado, o Wilton Pereira Sampaio, que apitou o jogo contra o CRB aqui, custou R$ 29.900,00, então imagine se nós fizermos os jogos do hexagonal contra os time de Maceió e uma eventual semifinal e final, isso geraria um custo estratosférico. Então vai ser preciso um esforço muito grande para que possamos trazer arbitragem de fora. Pela experiência que eu tenho acho que vai ser muito difícil que nós consigamos concretizar esse nosso desejo - disse.
Bruno Euclides também revelou que o preço dos ingressos para a primeira partida do ASA no hexagonal está definido. Será cobrado R$ 20,00 para a arquibancada baixa e R$ 30,00 no setor alto. Os bilhetes serão vendidos a partir do sábado.
O primeiro compromisso do ASA na segunda fase do estadual será contra o Santa Rita, domingo, às 16h, no Municipal de Arapiraca. 
NM com globoesporte.com/al

Nenhum comentário:

Postar um comentário