Image Map
Image Map
Image Map

sábado, 5 de março de 2016

Canindé promete manter postura do 2º tempo para clássico de domingo




O técnico azulino Oliveira Canindé, em entrevista à imprensa na noite deste domingo (06), celebrou mais uma vitória pelo Campeonato Alagoano, desta vez sobre o Coruripe (2x0), no Rei Pelé. Já classificado, o time do Mutange pareceu dormir no primeiro tempo de jogo, como atestou o próprio Canindé, que mexeu na equipe para definir a vitória na segunda etapa. Contra o CRB, no próximo clássico das multidões, domingo (13), no mesmo Trapichão, o treinador disse desejar um CSA como o do segundo tempo, de modo que o único invicto que resta no Estadual possa melhor aproveitar as oportunidades que surgirem.
"Parecia que estávamos dormindo no primeiro tempo. Demos mais mobilidade à equipe no segundo tempo e conquistamos um grande resultado. Mostra que estamos no caminho certo", comentou o treinador, já voltando suas atenções para o arquirrival. "Eu sempre jogo para cima. Às vezes as coisas não funcionam como gostaríamos, mas vamos tentar nos impor. Contra o CRB, que é muito qualificado, vamos precisar aproveitar os espaços", emendou.
Já quando questionado, em entrevista à FAF TV, sobre a dificuldade da equipe nos primeiros minutos, o treinador lembrou as circunstâncias do último clássico, que terminou empatado em 1x1, com o CSA melhor somente no tempo final. "O primeiro tempo é sempre difícil de se jogar. O mesmo ocorreu na partida contra o CRB, quando precisei encontrar alternativas de jogo. Hoje, encontramos espaço com a segunda formação. Depende das circunstâncias da partida", analisou Canindé, que ainda disse recordar o time campeão da Copa do Nordeste, em 2013, quando por ele comandado.
?Está parecido com aquele Campinense (PB). Porém, à época, eu não usava um homem de referência no ataque. E aquele time agrupava um pouco mais rápido", comparou o técnico azulino, que destacou não poder ficar refém de qualquer jogador, referindo-se à qualidade dos suplentes. "Como o Hudson [lateral que entrou no 2º tempo] se machucou no início da competição, busquei outra forma de jogar [com o volante Henrique Choco improvisado pela direita]. Procuro não ser injusto com ninguém, e sempre tento explorar o máximo de cada atleta. Estamos trabalhando com paciência, buscando o melhor para o CSA. Isso é o que o torcedor sempre espera".
Por fim, Canindé admitiu que chegou a pensar em promover substituições outras, temendo que alguém tomasse o segundo amarelo e tivesse de cumprir suspensão automática, justamente no clássico.  "Ainda pensem em tirar o Soares [atacante], que é um jogador que sempre chega para a disputa de bola com mais força. Pedi que tomassem cuidado e todos foram conscientes". 
NM com Gazeatweb.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA