Image Map
Image Map
Image Map

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Líder isolado, CSA bate Ipanema e mantém invencibilidade no Estadual


O CSA conquistou mais um importante resultado, na abertura da 7ª rodada do Campeonato Alagoano. No Estádio Arnon de Mello, em Santana do Ipanema, o CSA abriu o marcador logo com sete minutos de jogo, quando David Denner aproveitou cruzamento e cabeceou para o fundo do gol. Mas o time do Mutange caiu de produção em um gramado irregular. Devido às dimensões reduzidas, o técnico Oliveira Canindé propôs uma nova formação, a fim de explorar a jogada aérea, mas foi em um rápido contra-ataque que o Azulão confirmou os três pontos, com gol no final do atacante Luís Soares.
Com o resultado, o CSA segue com 100% de aproveitamento jogando longe de seu torcedor, já que também bateu Penedense, Coruripe e Santa Rita nesta fase de classificação. Invicto e dono do melhor ataque da competição, o time do Mutange vai a 19 pontos e segue na liderança isolada do grupo A, ainda que o ASA vença o clássico contra o CRB, domingo que vem, no Estádio Rei Pelé, no complemento da rodada. 
Já o Canarinho do Sertão permanece na lanterna do grupo B, com apenas um ponto somado em seis partidas. Ainda sem vencer, o time de Santana do Ipanema - já muito preocupado com a zona da degola - terá mais de uma semana pela frente para tentar a reabilitação diante do Murici, no dia 06 de março, no Estádio José Gomes da Costa. No mesmo dia, o CSA volta a campo para duelo contra o Coruripe, no Trapichão.
Gol de início
Torcedor sertanejo deixou estádio cabisbaixo
FOTO: GLAUBER VALENTE/CORTESIA
O CSA veio a campo bastante modificado em relação ao time que empatou com o CRB no clássico das multidões, no último domingo. Uma das alterações teve Cleiton no lugar do também meia Bismarck, além do atacante David Denner na vaga de Thiago dos Santos, meio-campista que não agradou diante do Galo, no Rei Pelé.
E para o confronto em campo com dimensões reduzidas e gramado castigado, o técnico azulino Oliveira Canindé montou uma formação para explorar a jogada aérea. E foi em um lance de bola parada que o time do Mutange abriu o marcador no Arnon de Mello. Aos sete minutos, o lateral Rafinha cobrou falta da direita e viu Denner desviar de cabeça, de costas para o gol, acertando o canto direito de Cris: 1x0.
O CSA dominava as ações, mas acabou diminuindo o ritmo com a vantagem mínima, apesar de o Ipanema ter chegado à meta do goleiro Jefferson somente aos 18 minutos, em cobrança de escanteio da esquerda, com o estreante Davi afastando o perigo em cabeceio para a linha de fundo.
Porém, o Azulão ainda teve duas chances de ampliar o marcador. A primeira delas surgiu aos 22 minutos, quando Luís Soares fintou Jacobina e chutou forte da entrada da área, vendo a bola passar perto do poste direito do goleiro Cris. Já aos 23, foi a vez de Denner cruzar da esquerda para Soares, que chutou prensado da pequena área, tocando por cima da barra.
Já o Ipanema, preso à marcação, teve apenas uma chance de gol, aos 38 minutos, quando Cicinho quase aproveitou cruzamento da direita, não fosse a antecipação do zagueiro Leandro Souza, que, atento, fez o corte providencial.
Ipanema cresce, mas Soares decide
O time visitante manteve a postura, ao menos inicialmente, para o segundo tempo. Porém, a apatia azulina quase custou caro, já que o Ipanema cresceu na base da jogada aérea, criando boa chance aos 17 minutos, quando Palhinha fez boa jogada pela direita e chutou forte da entrada da área, mas para fora, à esquerda do goleiro Jefferson.
CSA teve dificuldade, mas bateu mais um rival fora de casa
FOTO: GLAUBER VALENTE/CORTESIA
Foi quando Canindé resolveu conferir mais mobilidade ao setor de meio-campo, trocando Cleiton por João Paulo - pouco tempo depois, Denner saiu para a entrada de Bismarck. Porém, o Canarino adiantou a marcação e quase chegou ao empate aos 22, com cruzamento rasteiro do lateral Maneco, mas que ninguém conseguiu concluir na grande área.
O CSA - que também teve Didira saindo para a entrada do lateral Hudson - ainda reagiu aos 26 minutos, com tentativa de bicicleta de Luís Soares, mas para fora. Pouco depois, aos 36, o time da casa chegaria mais uma vez com perigo, na melhor chance do Ipanema em toda a partida, quando o grandalhão Fábio Faquinha recebeu pela esquerda, livre de marcação, mas conseguiu tocar para fora, à esquerda de Jefferson.
E como quem não faz, leva, o CSA chegou ao gol da vitória aos 42 minutos. Em contra-ataque mortal, João Paulo Penha dominou bola pela direita, arrancou em velocidade e rolou para Soares, que só teve o trabalho de tocar na saída do goleiro Cris: 2x0.
 NM com Gazetaweb.com/al

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA