Image Map
Image Map
Image Map

domingo, 24 de janeiro de 2016

CSA leva torcida ao Gerson Amaral e estreia com vitória no estadual

Jogando em Coruripe, o mando de campo era do Penedense, mas a casa parecia mesmo ser do CSA. Com presença maciça da massa azulina, o time do técnico Oliveira Canindé venceu o alvirrubro ribeirinho por 3 a 0 e começou bem o Campeonato Alagoano. Didira, cobrando pênalti, Jean Cléber, com um chutaço de fora da área, e Kauhan marcaram os gols da vitória do Azulão.
- Tem que estar atento, às vezes a bola não vem, mas de repente ela veio e eu pude tirar de pontinha de dedo. Depois daquele lance, o CSA conseguiu marcar o segundo e o terceiro gol e conquistamos uma vitória importante - disse o goleiro Jeferson, após o resultado positivo.
Penedense e CSA (Foto: Viviane Leão / GloboEsporte.com)Penedense e CSA jogaram no Estádio Gerson Amaral, em Coruripe (Foto: Viviane Leão / GloboEsporte.com)
Com a vitória, a equipe do Mutange larga na frente no Grupo A do estadual, empatado com o ASA, mas levando a vantagem no saldo de gols. O próximo desafio azulino será na quarta-feira, às 20h30, contra o Ipanema, no Estádio Rei Pelé. Também na quarta, o Penedense vai enfrentar o CSE, às 20h30, em Palmeira.
O primeiro tempo de jogo
O CSA começou o primeiro tempo com mais vontade e foi mostrando serviço com o quarteto Cleyton, Didira, Bismarck e Rafael Oliveira. A todo instante, os jogadores tentavam furar o bloqueio alvirrubro nos minutos iniciais. Só que foi da equipe ribeirinha a primeira grande oportunidade. Aos 10 minutos, David chutou e Jeferson fez uma boa defesa. Depois do susto, o Azulão se impôs e teve mais chances de abrir o placar. A defesa bem postada do Penedense dificultou e o time não conseguiu caprichar no último passe.
A segunda etapa e a vitória
No intervalo, o técnico Oliveira Canindé optou por tirar Cleyton e colocar Kauhan. O atacante entrou bem, deu mais espaço para Didira trabalhar no meio-campo e a coisa mudou. Na primeira chance que teve, Kauhan quase abriu o placar, aos nove minutos. A jogada deu ânimo à equipe e o CSA acertou uma bola na trave, com Panda, aos 15. O gol estava maduro e era só uma questão de tempo. Aos 17, Didira foi lançado, derrubado dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Autor da infração, Rodrigo foi expulso. O próprio Didira bateu e abriu o placar.  A partir dali a coisa fluiu e, com outra expulsão do Penedense, desta vez de Diego Renato, melhorou ainda mais. Com dois homens a mais, o CSA aumentou aos 44 minutos, com um golaço de Jean Cléber, e sacramentou a vitória com o gol de Kauhan, aos 46 da etapa final.
NM com globoesporte.com/al

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA