Image Map
Image Map
Image Map

sábado, 28 de novembro de 2015

Zé Carlos marca na despedida, mas CRB perde para Criciúma: 2x1


O CRB queria encerrar sua participação no Brasileiro, na noite desta sexta-feira (27), com mais uma vitória fora de casa, desta vez diante do Criciúma, na casa do adversário. Porém, o time regatiano pareceu sentir a longa viagem até Santa Catarina, e o time da casa, mais disposto, dominou boa parte da disputa que encerrou a Série B deste ano para ambas as equipes, batendo o Galo por 2x1.

Com a derrota no Estádio Heriberto Hülse, o CRB perdeu uma posição, caindo para o 11º lugar, já que foi ultrapassado pelo Luverdense (MT) - que bateu, em casa, o lanterna e já rebaixado Mogi Mirim (SP) - no critério de saldo de gols. Porém, além de cumprir seu principal objetivo, que era a permanência na competição em 2016, o Galo também construiu sua melhor campanha na Série B desde o advento do sistema de pontos corridos, somando 54 pontos em 38 rodadas. 


No reencontro com o ex-time, Zé Carlos ainda deixou sua marca, assinalando seu 19º gol e se isolando na artilharia da competição. Porém, o chute da marca da cal, em cobrança de pênalti, veio somente no último minuto de jogo, quando o Galo jogava com um homem a menos e já perdia por 2x0, placar construído ainda no primeiro tempo.

Agora, o técnico Mazola Júnior passa a analisar, junto à direção regatiana, a montagem do elenco para a disputa do Estadual, com início em 24 de janeiro, quando o Galo vai receber o Murici, no Rei Pelé. Até lá, o torcedor regatiano espera ver solucionado o impasse em torno da renovação do principal jogador alvirrubro, com o presidente Marcos Barbosa a garantir já ter ofertado a melhor proposta possível, visando à manutenção da base da equipe que superou expectativas.


Gol com 2 min de jogo

E apesar da festa com o retorno de Zé Carlos ao Heriberto Hülse, onde o atacante regatiano fez história, marcando 27 gols com a camisa do Tigre, o torcedor catarinense também queria ver o time da casa sair à frente no marcador logo de início. Porém, ninguém imaginava que a vantagem viria logo com dois minutos de jogo, quando o zagueiro Wanderson subiu livre de marcação e testou, em cobrança de escanteio, sem chance para Júlio César: 1x0.

Assim como o rival, o Galo entrou em campo desfalcado (Audálio ainda se recupera de lesão), mas contou com o retorno de Maxwell, que cumpriu suspensão e fez dupla com o artilheiro da Série B. O time visitante, no entanto, reagiu somente aos 13 minutos, em chute da direita com o próprio Maxwell, mas por cima do gol, quando o árbitro já assinalava impedimento.

O CRB chegou a equilibrar as ações, mas o Tigre jogava com mais vontade e quase marcou o segundo aos 20 minutos, em lance com o atacante Maurinho. Ele avançou em velocidade pela esquerda e cruzou rasteiro, mas Thiago Adan não conseguiu completar para o gol vazio.

A disputa chegou a ficar pobre em emoção, e as equipes ainda desperdiçaram uma chance cada, antes de o Criciúma ampliar a vantagem. Numa delas, após cobrança de escanteio pela direita, Zé Carlos cabeceou sozinho, para baixo, mas no centro da barra, com o goleiro Edson defendendo sem dificuldade.

Como quem não faz, leva, o segundo gol catarinense veio aos 44’, quando o meia Róger Guedes fez grande jogada pela esquerda, fintou três marcadores e cruzou rasteiro. Júlio César deu rebote no primeiro pau e a bola sobrou livre para o meia Dudu, que só teve o trabalho de escorar e sair para o abraço: 2x0.

Expulsão e gol de artilheiro

Para o segundo tempo, Mazola trocou o lateral Bocão pelo volante Glaydson Almeida, com Olívio sendo deslocado para a direita, enquanto o atacante Maxwell deu lugar ao meia Clebinho. Porém, o Galo seguiu pobre no quesito criação, com o treinador regatiano vindo a mexer novamente aos 17', quando Cañete entrou no lugar do também meia Magrão.



Já aos 22 minutos, o paulista Roberto Guarizo Ferreira não marcou pênalti indiscutível para o CRB, visto que, após cruzamento e bate-rebate na grande área, a bola acertou o braço de dois jogadores do Tigre, mas o árbitro mandou o jogo seguir. 

Para piorar a situação, dois minutos depois, Clebinho sofreu falta e revidou com uma cotovelada, em disputa de bola na lateral de campo. O meio-campista foi expulso direto e, com um homem a menos, o Galo passou a se defender para não tomar o terceiro.

Contudo, já aos 36’, o CRB teve grande chance de diminuir a diferença em lance de bola parada. Wellington Saci fez cruzamento da direita e viu o zagueiro Gabriel, livre de marcação, deixar a redonda passar, cabeceando no vazio, em lance na pequena área.

Por fim, aos 47 minutos, o Galo acabou premiado quando Zé Carlos recebeu pela direita e foi derrubado pelo zagueiro Wanderson. Pênalti que o próprio atacante converteu, chutando, com categoria, no canto esquerdo do goleiro. Edson até foi na bola, mas nada achou: 2x1.

O 19º gol do artilheiro da Série B, que não comemorou em respeito à torcida do ex-time, foi o último lance do jogo.


NM com Gazetaweb.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA