Image Map
Image Map
Image Map

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Em crise financeira, diretoria do ASA não tem previsão para entregar o CT

Maquete do CT do ASA (Foto: Divulgação/ASA)Maquete do CT do ASA (Foto: Divulgação/ASA)
A conclusão do CT do ASA transformou-se em incerteza. No ano passado, a então diretoria do clube planejava realizar os treinamentos da temporada 2015 no local. Triste ilusão. Os atuais dirigentes do Alvinegro, mais comedidos, informaram que não há previsão para concluir as obras, paralisadas no povoado Bananeiras, zona rural de Arapiraca.
Bruno Euclides, presidente do ASA (Foto: Leonardo Freire/GloboEsporte.com)Bruno Euclides lamentou a paralisação do CT do clube (Foto: Leonardo Freire/GloboEsporte.com)
O presidente do clube lamentou a decisão de interromper a construção do CT. Bruno Euclides explicou o motivo e revelou o valor estimado para conclusão do projeto.
- O nosso projeto está paralisado. É uma pena, é de se lamentar. Nós temos um projeto onde foi investido quase R$ 2 milhões, parou no estágio final, e precisaríamos de mais R$ 500 ou R$ 600 mil para fazer uma estrutura mínima de campos e vestiários. Porém, é um dinheiro que a gente não dispõe no momento, e que a gente não vê a possibilidade de fazer uma campanha para levantar esse fundo - salientou o dirigente, afirmando que a crise financeira enfrentada pelo Alvinegro tem sido o maior entrave.
- A gente até conseguiria levantar parte disso, mas haja vista a dificuldade financeira que o ASA passou neste ano, a gente não tinha como tirar recurso do pagamento de folha, do funcionamento do futebol, que é a parte principal do clube, pra investir no CT - explicou.
Drenagem do CT do ASA (Foto: Leonardo Freire/GloboEsporte.com)Atualmente, CT conta com dois campos aguardando o plantio da grama (Foto: Leonardo Freire/GloboEsporte.com)
Apesar da frustração, Euclides garante que ainda acredita na finalização do projeto e aponta algumas alternativas para levantar recursos.
- A gente segue aguardando uma perspectiva de dias melhores do ponto de vista de uma Série C ou Série B, uma negociação de atleta com uma soma que seja razoável pra poder reiniciar esse projeto. A gente lamenta muito, mas no momento o clube está de mãos atadas pra tocar esse projeto - concluiu.
Nos primeiros meses de gestão, Bruno Euclides informou que a continuidade nas obras do CT era uma das metas do seu mandato. No entanto, no início deste ano, a diretoria alvinegra precisou fazer ajustes na estrutura da concentração da equipe e no Estádio Coaracy da Mata Fonseca e, diante da crise financeira, o projeto do futuro local de treinamentos do Fantasma ficou para um segundo momento. 
As obras do Centro de Treinamento do ASA tiveram início em 2013, na gestão do ex-presidente Jotinha Alexandre, e foram orçadas em mais de R$ 1,5 mi.
NM com Globoesporte.com/al

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA