Image Map
Image Map
Image Map

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Venda de ingressos para ASA x Tupi começa nesta sexta-feira

Em busca de um público recorde, até porque o time está precisando reverter a desvantagem nas quartas de final da Série C, a vendagem de ingressos para a partida ASA x Tupi começa já nesta sexta-feira (09). Inicialmente, a vendagem vai acontecer somente nas bilheterias do Estádio Coaracy da Mata Fonseca, ao preço de R$ 15 para a arquibancada baixa. Detalhe é que este valor vale apenas para os primeiros mil bilhetes.

Quando os primeiros mil ingressos acabarem, o bilhete passará a custar R$ 20,00 para as arquibancadas inferiores, e R$ 40,00 para superiores, podendo ser encontrados no Quiosque do Gigante, no Arapiraca Garden Shopping, na Poly Sports, na Avenida Rio Branco, e nas bilheterias do Estádio Coaracy da Mata Fonseca, até o dia do jogo.

Mulheres, estudantes, idosos e portadores de necessidades especiais têm direito à meia entrada nas compras feitas no dia do confronto entre ASA e Tupi. Cada torcedor poderá comprar até cinco ingressos, podendo adquiri-los também no cartão de crédito.

Haverá, ainda, a venda de bilhetes para o sorteio de uma moto CG Titan 0 km, e de uma TV 40 polegadas; Também serão sorteados dois calções de jogo e duas camisas oficiais autografadas. Tais bilhetes serão comercializados por R$ 10,00 cada, mas o torcedor que comprar seu ingresso para a partida pode adicionar R$ 5,00 e já adquirir o seu cupom para concorrer aos prêmios.

O jogo da volta pela segunda fase da Série C está, até aqui, confirmado para as 20h30 do próximo dia 19. A direção alvinegra, porém, ainda tenta antecipá-lo para o dia 17 ou 18.

Na partida de ida, sábado passado, o ASA perdeu por 2x0 e, no mínimo, precisa devolver o placar para decidir a classificação às semifinais nos pênaltis.

Representação contra árbitro paulista

E o ASA externou, de forma oficial, sua insatisfação contra o árbitro paulista Thiago Duarte Peixoto, que comandou a primeira partida do mata-mata contra o Tupi, em Juiz de Fora (MG).

Na representação encaminhada à CBF, a direção do time de Arapiraca se reporta a três lances considerados capitais, alegando não ter havido falta no lance que originou o 1º gol do time mineiro, e classificando como “discutível” o segundo gol, além da crítica, contundente, ao gol do ASA anulado.


NM com Gazetaweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA