Image Map
Image Map
Image Map

domingo, 11 de outubro de 2015

Série C: Brasil de Pelotas faz valer mando de campo e sai à frente nas quartas

Deu Brasil de Pelotas no primeiro jogo das quartas de final da Série C do Campeonato Brasileiro. Com futebol de forte marcação e cirúrgico no ataque, o Xavante fez 1 a 0 sobre o Fortaleza e garantiu a vantagem para o jogo de volta, na Capital cearense, daqui a uma semana. 

As duas equipes voltam a se enfrentar no próximo sábado (17), na Arena Castelão, às 16 horas. O Brasil joga por qualquer empate e pode perder até por um gol de diferença, a partir do placar de 2 a 1. Já o Fortaleza precisa vencer por dois gols de diferença para conseguir o acesso à Série B. Vitória por 1 a 0 leva a decisão para o pênaltis.

Oportunismo xavante e nervosismo tricolor

Um resumo do primeiro tempo no Estádio Bento Freitas poderia ser o seguinte: "Tudo deu certo para o Brasil de Pelotas e tudo deu errado para o Fortaleza". E o motivo é muito simples, quando estava melhor em campo, o Xavante levou perigo à meta tricolor, envolveu o Leão do Pici e abriu o placar quando não estava bem na partida. Por outro lado, o Tricolor ficou acuado em boa parte dos 90 minutos, errou muitos passes e teve duas chances reais de gol que poderiam ter mudado a história do jogo. Desperdiçou ambas.

Bem na defesa e jogando em conjunto, o Brasil de Pelotas mal deixou o Fortaleza desenvolver o futebol que o torcedor cearense se acostumou a ver. Do outro lado, o Leão teve cerca de 20 minutos de lucidez e poderia ter resolvido o placar a seu favor, se não fossem as más finalizações de Tinga e Maranhão, que desperdiçaram chances claras. Após a segunda chance perdida, o Xavante retomou o domínio da partida e marcou o seu gol, aos 43 minutos, depois de cabeçada certeira e sem marcação de Leandro Camilo, que rendeu rebote para Cleverson marcar.

Brasil dominante

No segundo tempo, o panorama foi ainda mais favorável aos donos da casa. Principalmente, depois que começou a chover em Pelotas. Com apenas uma oportunidade, perdida por Lúcio Maranhão, o Fortaleza se viu à mercê da posse de bola adversária e pouco ameaçou. O Xavante, por sua vez, não tinha superioridade técnica, mas deixou a bola sempre no campo de ataque. E jogou no erro tricolor, que seguia nervoso e mal posicionado. Isso rendeu bola na trave e três defesas de Ricardo Berna providenciais.


NM com globoesporte.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA